PUBLICIDADE

Topo

Mães e filhos

Mulheres estão adiando gravidez por conta do coronavírus, mostra pesquisa

Estudo ouviu 2.000 mulheres cisgênero entre 30 de abril e 6 de maio - iStock
Estudo ouviu 2.000 mulheres cisgênero entre 30 de abril e 6 de maio Imagem: iStock

De Universa, em São Paulo

26/06/2020 16h08

A pandemia do coronavírus está fazendo mulheres adiarem o sonho de ter filhos nos Estados Unidos, mostra uma pesquisa do Instituto Guttmacher.

O estudo — que ouviu 2.000 mulheres cisgênero entre 30 de abril e 6 de maio — mostra que, por conta da crise, um terço delas (34%) decidiu adiar a gravidez ou ter menos filhos.

Uma parcela menor (17%) contou ter vontade de ter filhos mais cedo ou ter mais filhos do que planejava antes da quarentena.

Segundo o Instituto Guttmacher, os resultados se mostram ainda mais expressivos entre minorias: 44% das mulheres negras e 48% das hispânicas disseram que, diante de uma pandemia global, esperariam mais para a maternidade.

"É fundamental ressaltar que os efeitos da covid-19 são particularmente sentidos por mulheres de cor, mulheres LGBTQ+ e mulheres de baixa renda", disse Laura Lindberg, principal pesquisadora de Guttmacher, em comunicado. "Esses grupos já suportam o peso das desigualdades e a pandemia apenas piorou essas disparidades."

Mães e filhos