PUBLICIDADE

Topo

Giovanna Lancellotti aposta na meditação para manter a autoestima em dia

Giovanna Lancellotti passa a quarentena no interior de São Paulo com a família - Reprodução/Instagram @gilancellotti
Giovanna Lancellotti passa a quarentena no interior de São Paulo com a família Imagem: Reprodução/Instagram @gilancellotti

De Universa, em São Paulo

16/06/2020 09h59

A atriz Giovanna Lancellotti, de 27 anos, contou que a meditação é a sua maior aliada para manter sua autoestima e afastar os pensamentos negativos.

"Quando eu, particularmente, me pego tendo pensamentos negativos, baixa autoestima, desestimulação, eu tento trabalhar minha mente. Meditar, me conectar com a natureza, ser grata pelas coisas boas que tenho e conquistei", disse Giovanna, em entrevista ao GShow.

"Acredito que muitos 'monstros' nós mesmo criamos dentro da nossa mente e, pior, alimentamos eles", defendeu a atriz, que começou a praticar ioga durante o isolamento.

Giovanna contou que os momentos em que sozinha são de muito reflexão e gratidão, o que a conecta com sua espiritualidade. "Meu lado espiritual é aquele que nunca deixo de lado, independente da situação ou de onde eu esteja. Converso muito com Deus, rezo todas as noites, gosto de ter minhas pedras perto de mim (tenho um altar ao lado da minha cama)", contou.

"Tudo bem chorar, tudo bem não ter vontade de fazer nada de vez em quando. A cobrança, às vezes, acaba piorando muito as coisas", defendeu.

Para a atriz, a energia é um elemento fundamental, inclusive, para a sensualidade da mulher. "Acho que a sensualidade é muito relativa e pessoal. Às vezes, acho uma mulher de camiseta larga e cabelo molhado mais sexy do que uma mulher muito produzida e arrumada."

"A sensualidade está muito presente na energia da pessoa, mais do que nas roupas que ela veste. Toda mulher tem seu lado sensual e o coloca à mostra quando se sente à vontade para isso", explicou.

Satisfeita com o próprio corpo, Giovanna disse que não se cobra por ter engordado durante a quarentena. "Engordei um pouquinho, e tudo bem!", disse. "Sou feliz com minhas gordurinhas, estrias e cicatrizes", contou.

"É claro que sempre temos coisas para melhorar, eu sou uma mulher exigente em como me vejo. Gosto de me olhar no espelho e me gostar. Mas, no geral, eu não mudaria nada específico", disse.

Autoestima