PUBLICIDADE

Topo

Dia 6/6 tem potente portal energético. Veja como aproveitar

Na numerologia, o número 6 é considerado o primeiro número perfeito - iStock
Na numerologia, o número 6 é considerado o primeiro número perfeito Imagem: iStock

Camila Eiroa

Colaboração para Universa

06/06/2020 04h00

Portais energéticos acontecem todos os dias, mas eles são ainda mais potentes quando temos datas com repetição de números. Isso não significa que teremos um portal se abrindo de maneira visível no céu e enviando energia para a Terra, mas o simbolismo por trás destas datas pode sinalizar mudanças espirituais e ensinar a melhor maneira de aproveitá-las. Dentro dessa crença, o dia 6/6 é um grande portal que se repete anualmente.

Neste ano de 2020, ele se soma ao número 4 — resultado da soma de 2+0+0+2. Além disso, é o terceiro de uma série de portais que estão se abrindo desde o dia 2 de fevereiro. "A energia principal deste evento é a de consolidação das transformações que queremos ver em nossa vida. É o momento de silenciar, deixar o medo para trás e começar a experienciar uma nova realidade. Muitos sentimentos virão à tona", explica a terapeuta energética Fernanda Devi Shakti.

Energias do dia

Para a numerologia, o número 6 representa o equilíbrio, a estabilidade e é considerado o primeiro número perfeito. "Essa nomenclatura se deve ao fato de o 6 ser a soma e o produto de seus fatores. Por isso a harmonia é tão presente quando falamos dele na numerologia. Além disso, podemos relembrar a estrela de Davi, que tem seis pontas e dois triângulos contrapostos. O equilíbrio neste caso é entre as polaridades; masculino e feminino, luz e sombra, caos e harmonia", explica Fernanda.

A terapeuta energética destaca outros elementos que podem ser resgatados para a análise do número: os arquétipos do tarot. A carta de número seis é "Os Enamorados", enquanto a de número 15 (1 + 5 = 6) é a "A Torre". No primeiro caso, é um arquétipo que pede decisões e responsabilidades. Já no segundo, fala de transformações profundas através da quebra de padrões e paradigmas.

"Este portal escancara o que nos incomoda nos outros. Isso porque, fica mais nítido que só nos incomoda aquilo que também existe em nós. Portanto, é uma data poderosa e ainda mais ativada pelo eclipse para fazer limpezas profundas e perceber o quanto há de nós nos outros. Essas duas cartas do tarot podem explicar perfeitamente qual é o nosso maior objetivo para o evento", diz a terapeuta energética.

Ainda segundo ela, a força do eclipse — que aconteceu no dia 5 — pode fazer com que muita energia seja desperdiçada. Por isso, a melhor maneira de não entrar em conflitos e confusões é se recolhendo e silenciando. "Assim será possível observar aquilo que existe em cada um de nós e que precisa ser transformado. De todas as maneiras, o momento tenta tirar a nossa fé. Devemos resgatá-la em nossas profundezas."

Criando uma nova realidade

Para que essa fé seja resgatada, Fernanda acredita que é preciso romper com ligações, padrões e sentimentos do passado que já não ecoam com o que acreditamos hoje. Para isso, é preciso prestar atenção no que vibra de maneira negativa no nosso comportamento e, portanto, o silêncio é fundamental.

"Às vezes buscamos diversos rituais e esquecemos que, sem intenção, nada se materializa. Pensando desta maneira, é possível perceber que há magia e energia no silêncio. Assim como no preparo de um alimento, de um banho? Em danças ou movimentações físicas. Afinal, a espiritualidade se manifesta de maneira imaterial. Com o portal 6/6 isso ficará ainda mais explícito", aconselha.

A espiritualista relembra que o número 6 é considerado, por diversas tradições, como um número ligado à criação divina. Portanto, outra dica interessante para aproveitar a energia do portal 6/6 é fazer uma mandala que represente os próximos meses e escrever, em cada parte, os objetivos e desejos a serem alcançados daqui para frente.

"Por isso abrir espaço é importante. Sem essas limpezas, que inclusive estão nos sendo impostas pelas energias do momento, não seria possível cultivar um novo cenário em uma visão individual e até mesmo social. A quebra de paradigmas está aí para que o novo seja criado, e não para que a desarmonia cresça", finaliza Fernanda.

Alto Astral