PUBLICIDADE

Topo

Sexo

Coronavírus: estudo recomenda que casais façam sexo usando máscara; entenda

Máscara máscaras varal - iStock
Máscara máscaras varal Imagem: iStock

De Universa, em São Paulo

03/06/2020 15h57

Se você não mora no Reino Unido, onde fazer sexo com alguém que vive em outra casa é crime durante a pandemia de coronavírus, deve considerar usar máscara de proteção contra a pandemia na hora de ter relações sexuais — é o que sugere um estudo da Universidade de Harvard.

A pesquisa avaliou as implicações da covid-19 para a saúde sexual das pessoas e classificou diferentes práticas sexuais, da ordem mais segura à menos segura em termos de propagação do vírus.

No topo está a abstinência, a masturbação e, na sequência, como a terceira prática de menor risco, o sexo virtual — afinal, o risco diminui consideravelmente quando não há contato físico com outra pessoa. Apenas em quarto lugar está o sexo entre pessoas que moram na mesma casa.

Em último lugar, como o item mais arriscado, está fazer sexo com alguém que vive em outra casa — e é aí que entra a recomendação do uso da máscara facial.

O mesmo estudo recomenda, ainda, que os parceiros tomem banho completo antes e depois do sexo e limpem o espaço — seja a cama ou outro lugar — com álcool.

Sexo