PUBLICIDADE

Topo

Leilah Moreno fala sobre racismo: Demorou para me sentir capaz, merecedora

Leilah Moreno - Leo Franco / AgNews
Leilah Moreno Imagem: Leo Franco / AgNews

De Universa, em São Paulo

02/06/2020 17h16

A atriz e cantora Leilah Moreno usou sua conta no Instagram para fazer um desabafo sobre o que ouvia na infância a respeito de sua aparência e da cor de sua pele.

"Demorou para eu me sentir bonita, capaz, merecedora, boa, pois ninguém me ensinou como esquecer. Eu achava que tinha cor de M*** mesmo! Que triste! O que vejo hoje pela TV é como um tipo de explosão e um grito!", postou hoje a atriz.

Leilah afirma que "não imaginava que somente adulta enxergaria o quanto machucou ser tão diminuída".

"É pesado escrever isso e meus olhos se enchem d'água".

Sempre preferi fazer POSTS FELIZES, que elevem o ser humano e mostrem o "ressignificado" do que um dia foi ruim... Embora as palavras a seguir sejam pesadas, acredite, o intuito é me posicionar perante estes despertares ati #racismo #facismo . NÃO APOIO PROTESTOS de VIOLÊNCIA, nem o que contarei será p/ justificar estes atos. Mas sim, para dizer o quanto me MATOU por dentro ter a infância roubada e perseguida. Não imaginava que somente ADULTA, enxergaria o quanto me machucou ser tão DIMINUÍDA. É PESADO escrever isso e meus olhos se enchem d'agua, mas eu ouvia: "NEGUINHA FEIA, SUJA, COR DE BOSTA, ASFALTO, CORVO, CABELO DE BOMBRIL, PIXACO, MERDA DE CAVALO, FÍDIPOBRE, BARATA, PERERECA QUEIMADA, AGUA TURVA e por aí vai! ... Estes são leves e dentre eles ouvia tabem coisas do tipo: LUGAR DE PRETO É NA SENZALA, TALENTO DE PRETO É FAXINA, VC É INFERIOR, Ñ LUGAR, Ñ TEM FUTURO e etc.. E eu (e meus primos) tivemos que digerir, conviver, passar por cima e VENCER. Demorou p/ eu me sentir BONITA, CAPAZ, MERECEDORA, BOA... pois ninguem me ENSINOU como ESQUECER. Eu ACHAVA q tinha cor de M*** mesmo! Que triste! O que vejo hj pela TV é como um tipo de EXPLOSÃO e um GRITO! É desumano PEDIR POR IGUALDADE e TRISTE ver pessoas do mundo inteiro perdendo a cabeça em atos de VIOLÊNCIA p/ serem vistos. Não era pra ser assim e nem de JEITO NENHUM. Como escolhi falar tudo por ARTE (da dor ao amor) e definitivamente não sei BRIGAR, Mas ñ vou me calar. Me sinto EM PAZ em dizer que o meu lugar é este... "Peço igualdade e PAZ". Não quebrarei ponto de onibus e ñ apoio quem faz. E nao tiro a Razão dos que estao marchando, protestando e GRITANDO por igualdade, pois JÁ DEU, CHEGA! EU TAMBÉM QUERO IGUALDADE. Ñ quero mais ser confundida c/ a babá do meu enteado (o q não é demérito) nem entrar no supermercado e ser seguida pelo segurança (e isso acontece comigo). Meus filhos não podem ouvir o que eu ouvi. O MUNDO SEMPRE FOI BOM e PERFEITO... A HUMANIDADE é q está quebrada Desde a escravidão... ERRARAM LÁ ATRÁS e nós precisamos consertar SIM C/ VOZ e SEM VIOLÊNCIA.Tenho FÉ ? #antifa #antiracismo #blackouttuesday

Uma publicação compartilhada por LEILAH MORENO (@leilahmoreno) em

A atriz dá exemplos de palavras, expressões e frases racistas que foram usadas contra ela e sua família durante boa parte de sua vida.

Essa terça-feira é marcada como a Blackout Tuesday, ou terça-feira do blecaute, em tradução livre, em reação aos protestos nos Estados Unidos e em alguns outros países pelo mundo após a morte de George Floyd, um americano negro, que foi morto no dia 25 de maio após abordagem de um policial branco.

Floyd foi imobilizado no chão, na rua, com algemas, e o policial ajoelhou em cima de seu pescoço, o que bloqueou sua respiração. Apesar de ter alertado várias vezes ao policial de que não conseguia respirar, Floyd continuou imobilizado e morreu.

A ação foi gravada com celular por uma pessoa que passava pelo local. Assim que o vídeo foi compartilhado, gerou enorme comoção e repúdio a atos de racismo. Milhares de pessoas foram às ruas em protestos que tiveram muitos incidentes de violência.

"É desumano pedir por igualdade e triste ver pessoas do mundo inteiro perdendo a cabeça em atos de violência para serem vistos. Não era pra ser assim e nem de jeito nenhum", ela afirma.

"Não quero entrar no supermercado e ser seguida pelo segurança (e isso acontece comigo). Meus filhos não podem ouvir o que eu ouvi. O mundo sempre foi bom e perfeito... A humanidade é que está quebrada."

Diversidade