PUBLICIDADE

Topo

Juiz deposto perguntou se vítima tentou fechar pernas em caso de estupro

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

De Universa, em São Paulo

28/05/2020 13h52

O juiz John F. Russo Jr, da corte superior de Nova Jersey (EUA), foi deposto do cargo após várias denúncias contra o seu comportamento. Em uma delas, uma mulher relatou que, durante o julgamento de um suposto estupro, o juiz perguntou "se ela não havia tentado fechar as pernas" para impedir o ataque.

Segundo a CNN, a deposição de Russo Jr foi oficializada na última terça-feira pelo seu superior, o Juiz Stuart Rabner, que comanda a corte superior de Nova Jersey. A ordem proíbe Russo Jr permanentemente de ter qualquer posição ou título judicial no estado norte-americano.

Mais reclamações

O processo contra o agora ex-juiz corria pela corte superior de Nova Jersey desde agosto de 2018, quando a reclamação da mulher já citada foi apresentada junto de outros três relatos considerados "preocupantes".

"A conduta dele quebrou a confiança do público", definiu Rabner em sua decisão contra o colega. "Este padrão de comportamento é antiético, e não só rebaixou a integridade de vários procedimentos desta corte, como também a integridade do judiciário como um todo".

"No geral, a conduta do juiz John F. Russo Jr reflete uma improbidade que é incompatível com a posição que ele ocupava", completou.

Violência contra a mulher