PUBLICIDADE

Topo

Relacionamentos

Rafa Kalimann sente gratidão pelo ex: como é possível manter relação assim?

Rafa Kalimann - Reprodução/Instagram
Rafa Kalimann Imagem: Reprodução/Instagram

De Universa

17/05/2020 11h32

Algumas pessoas têm sonhado com o ex na quarentena. Para ex-BBB Rafa Kalimann, a retomada de contato com o antigo companheiro, entretanto, foi na vida real. É que o cantor sertanejo Rodolffo, da dupla Israel e Rodolffo, com que foi casada até 2018, apareceu nos comentários de seu Instagram pedindo para que ela apresentasse uma live da dupla. Na rede social, Kalimann respondeu:"Apresento. Óbvio. O tanto que você me apoiou, sou muito grata. Vamos organizar!".

Os fãs da ex-BBB aproveitaram a interação para parabenizar Rafa pela "maturidade" de conviver com o ex. Como construir essa relação após o término de um relacionamento?

Manter boa relação com ex: o que considerar

Rafa comentou que o ex-marido a apoiou —possivelmente, se referindo ao tempo em que estavam juntos ou em que ela esteve confinada— e que se sente grata por isso. Para manter um bom relacionamento pós-término, avaliam especialistas, é preciso que os ex-parceiros se atentem a como era a relação e, principalmente, se o casal se separou numa boa.

Para a terapeuta de casais e de família Carmen Cerqueira Cesar, de São Paulo, as chances de se dar bem com o ex aumentam, sim, conforme a maturidade emocional dos envolvidos é maior.

"Um casal constrói um vínculo à base de cumplicidade, respeito e confiança. Ao longo do tempo, esse vínculo vai amadurecendo e crescendo em qualidade. Portanto, se esse casal maduro se separar, a tendência é que se 'separem bem' com afeto e cuidado. Eles conhecem suas próprias emoções e podem conversar sobre elas, além de honrarem o que viveram juntos e respeitarem essa história", explica Carmen.

Ao terminar, é preciso reavaliar a parceira

Apesar de haver uma ideia geral de que "ex bom é ex morto", reavaliar como a parceria seguirá mesmo após o término só depende do casal. Ou seja, não dê ouvidos a quem acha que o contato com o ex é estranho, errado. Mais um ponto pode ajudar a reconsiderar essa vida após separação: se vocês têm filhos juntos ou não.

"Conheço casais que se separaram, criaram novas famílias e viajam juntos. Inclusive para que as crianças tenham contato com os irmãos, por exemplo. E há casais que nunca mais se viram. O que é válido é que cada um tem um jeito de seguir a vida adulta e suas afeições", pondera a psicóloga especializada em casais Carla Lam.

Se houve tretas, desentendimentos, ou desgaste na comunicação entre o casal, é possível que o término seja, de fato, um ponto final no contato entre os envolvidos. Nessa hora, vale tentar se afastar fisicamente — e nas redes sociais, em que pode ser mais fácil enviar mensagens — respeitando suas emoções e forma de encarar o fim do relacionamento.

Não fazer do ex "maior ou menor do que foi", como opina a terapeuta de família e de casal Marina Simas Lima, sócia-proprietária do Instituto do Casal, é uma forma madura de conseguir seguir em frente e não deixar com que o ex vire um fantasma que se aproxima toda vez que você se esforça para conhecer novas pessoas.

Com informações das matérias Se dar bem com ex: Alinne e Cauã conseguem, mas é para todo mundo?, Emoção ao ver a ex, como Pedro Scooby sentiu: como lidar com situação? e Paolla e Joaquim Lopes na mesma festa: o que fazer quando encontra o ex?.

Relacionamentos