PUBLICIDADE

Topo

Sexo

Nude masculino é só foto de pênis? Aprenda a fazer cliques explorando corpo

Explorar o corpo e inventar novas poses: em tempos de isolamento, nudes masculinos podem ser aperfeiçoados - vladacanon/Getty Images/iStockphoto
Explorar o corpo e inventar novas poses: em tempos de isolamento, nudes masculinos podem ser aperfeiçoados Imagem: vladacanon/Getty Images/iStockphoto

Nathália Geraldo

De Universa

08/05/2020 04h00Atualizada em 08/05/2020 23h07

Não é de hoje que homens e mulheres descobriram o poder de mandar nudes para despertar a libido alheia mas, no distanciamento social causado pela pandemia de coronavírus, a busca pelo prazer "só olhando" aumentou consideravelmente. Uma página no Instagram, a Xotanista, se dedica a reunir uma categoria de fotos (e videozinhos) que, para boa parte do público que recebe, ainda precisa de aprimoramentos: os nudes masculinos.

As administradoras do perfil e homens que já enviaram seu material para ser publicado na rede social conversaram com Universa sobre algumas das principais dúvidas masculinas: como tirar fotos mais provocantes (e menos literais) para enviar para o contatinho dessa quarentena? Corta ou não a cabeça? Com flash ou sem flash? Bem, separe o celular, procure uma boa iluminação e pode ir tirando a roupa.

Nude não é 3x4 do pênis

Entre um de seus primeiros conteúdos, o perfil Xotanista traz um Manual de Nudes Masculinos - com dicas sobre ângulo da foto, cenário e sugerindo que as fotos dos homens não sejam apenas um clique de cima para baixo do pênis ereto. "Você tem mais corpo aí além da genitália", diz um dos materiais. "Tirar o flash da câmera e não mostrar a privada no fundo já é um bom começo", orienta outro.

"A ideia surgiu a partir de conversas com algumas amigas sobre a baixíssima qualidade dos nudes que estavam recebendo durante o isolamento e das fotos que recebíamos em geral, mesmo fora desse período", explica uma das fundadoras do perfil, Caróu Oliveira, que afirma que a página tem o propósito de discutir a sexualidade e a pornografia "a partir de um viés anticapitalista e antimachista".

Cansadas de receberem essa "foto de agora", muitas vezes, sem sequer ter pedido, Caróu e Ibu Helena, a outra fundadora do Xotanista, resolveram dar umas dicas para que os nudes viessem mais excitantes. Quando Universa entrou em contato com ela para falar da pauta, Caróu brincou que finalmente falaríamos dessa "necessidade urgente" que é sugerir aos homens (cis, neste caso) que nude não é só um registro do pênis.

"Parecia ser uma unanimidade entre nossas amigas que a maioria absoluta dos nudes que recebíamos de homens cis eram uma 3x4 do próprio pau. No sexo virtual, o desejo feminino raramente é levado em conta; por isso, o nude vira algo como reverência ao próprio falo".

Regra de ouro: só enviar se a outra pessoa quiser

Nas redes sociais e por aplicativos de conversa, é bastante comum que mulheres recebam uma foto não requisitada do pênis de alguém - comportamento, aliás, que denuncia o machismo que enfrentamos diariamente. Antes de tudo, vale a regra de ouro: só mandar quando o destinatário pedir (ou topar receber).

Foi explorando esse universo do "manda mais" que o publicitário Fernando Sousa passou a se especializar nas fotos que trocava com ex-namoradas e com as mulheres que está paquerando. Saiu do modo "pênis em ereção" para clicar outras partes de seu corpo - algo solicitado, aliás, por elas.

"Pediam para ver outras partes, como peito, mãos, pernas. O pênis por si só deixou de ser importante. Algumas pedem para mudar o estilo, a posição, a parte do corpo que querem ver, então, acabam dando algumas dicas", comenta. "Já tirei no banho, sentado, deitado. Depende do que quero mostrar".

Sommeliers de nudes

nude masculino estátua bunda - aapsky/Getty Images/iStockphoto - aapsky/Getty Images/iStockphoto
Amplie seu repertório erótico, indica a criadora da página Xotanista: outras partes do corpo são tão (ou mais) excitantes quanto o pênis
Imagem: aapsky/Getty Images/iStockphoto

A coletânea de nudes da Xotanista, da qual Fernando faz parte, comenta Caróu, foi sendo criada a pedido dos próprios seguidores. Um deles, o fotógrafo Adalton Silva, que registra uma série de nus masculinos no Projeto Pelados, acredita que tirar nudes - e mandar ou não para alguém - pode ser uma oportunidade do homem "construir, se não tiver, uma relação amigável com o próprio corpo". Ele, assim como Fernando, também mandou suas fotos para o perfil do Instagram.

"Fotografando com homens, percebi que eles se sentem inseguros com a própria nudez e têm visão limitante dela. Não pensam a nudez além do caráter sexual", explica. A vergonha, o medo e o machismo também podem fazer com que os homens sintam que explorar mais o corpo - e expandir o catálogo de nudes - seja algo que fere sua masculinidade.

Vá pelo caminho contrário, sugerem Adalton e Caróu, para conseguir se soltar e gerar um conteúdo erótico diferenciado.

Buscar referências de nudes masculinos - que não sejam apenas de corpos dentro de "padrões de beleza" e dentro da lógica da pornografia -, por exemplo, pode ajudar o homem a se sentir mais seguro para posar sem roupa em frente a uma câmera. Testar poses, ângulos e diferentes tipos de iluminação também são bons experimentos.

"Há muitas referências e dicas para mulheres serem sedutoras, já que o corpo tido como feminino é explorado economicamente, pela pornografia e muito fetichizado. Já os homens não costumam ter o corpo sexualizado dessa maneira e, justamente por causa da educação sexual advinda da pornografia, não possuem repertório erótico para além do protagonismo do pênis; não pensam sobre o que excita uma mulher ou o que é interessante para a parceira".

Dicas de nudes masculinos

  1. Antes de tudo, saiba se a pessoa quer receber ou trocar nudes. "Perguntar se pode é bastante sexy, acreditem!", pontua Caróu;
  2. Não foque apenas em registros de seu pênis; bunda, braços, pernas, costas também podem ser cliques excitantes;
  3. Arrume o cenário. Não precisa criar uma cenografia, mas é importante se atentar a objetos que podem acabar com a libido rapidinho. "Já teve relato de foto com revista do Felipe Neto aparecendo no quadro, privada aberta, cueca suja", comenta Caróu;
  4. É possível fazer com celular, a única preocupação deve ser que o ambiente tenha luz. "Luz em abundância, pode ser uma luminária ou uma lâmpada", sugere Adalton. A luz natural também pode ser uma parceira, para criar sombras e pontos iluminados;
  5. Os filtros do Instagram -- ou de qualquer outra ferramenta digital -- podem trazer bons resultados, se usados com parcimônia. Pode dispensar o flash da câmera, principalmente se o clique for em frente a um espelho;
  6. Experimente poses diferentes, explore o corpo, e aposte em acessórios como toalhas, travesseiros;
  7. Se inspire: veja outras fotos de homens sem roupa (no Instagram, por exemplo, há fotos com a hashtag #mennude);
  8. Tome cuidado com sua privacidade: se não se sente seguro para tirar foto com rosto aparecendo, mantenha-se protegido. Apesar de muita gente achar que "fotos sem cabeça" são menos atrativas, é possível cobrir o rosto com o próprio celular, com as mãos, ou mesmo tirar fotos apenas de uma parte do seu corpo mais focada ou de costas.

Sexo