PUBLICIDADE

Topo

Mães e filhos

'Não me lembrava de estar grávida', diz mãe de gêmeas após período na UTI

Mili América Antelo com as filhas Ayma e Ayla  - Reprodução/Twitter
Mili América Antelo com as filhas Ayma e Ayla Imagem: Reprodução/Twitter

De Universa

06/05/2020 20h11

Grávida de gêmeas, a espanhola Mili América Antelo, de 40 anos, foi internada por causa de uma pneumonia grave, devido à covid-19. Ela precisou ser sedada para passar por uma cesariana e, quando acordou, 21 dias depois, não se lembrava nem que estava grávida.

A história de Mili foi relatada por Felix Castillo, chefe do Serviço Neonatal do hospital Vall d'Hebron, de Barcelona, na Espanha, onde tudo ocorreu. Ele publicou em seu perfil no Twitter uma foto do momento em que a mãe segurou pela primeira vez as filhas e descreveu todo o processo.

"Mili sofre de pneumonia grave devido a covid-19. Grávida de gêmeos. Cesárea de 28 semanas. Ayma e Ayla nascem. 21 dias intubada, quando ela acordou, não se lembrava da gravidez. Este é seu primeiro canguru com suas filhas em recém-nascidas", contou.

No dia 27 de março, no auge da pandemia na Espanha, Mili foi internada no hospital de Barcelona e, no dia seguinte, precisou ser levada para a UTI. No terceiro dia, com insuficiência respiratória grave, foi sedada e passou por uma cesariana. As meninas Ayma e Ayla nasceram após 28 semanas de gestação, pesando apenas um quilo cada.

No dia 8 de abril, a espanhola deixou a UTI e foi informada de tudo o que havia acontecido. "Quatro médicos vieram e me disseram: 'Você sabia que deu à luz?', Mas não, eu não sabia de nada. Não me lembrava de estar grávida ou de dar à luz", explicou para o jornal espanhol El País.

O chefe da UTI pediátrica em que Mili foi internada, Joan Balcells, explicou o período de confusão para o jornal: "O período de desorientação é frequente após a remoção da sedação. Entre 25% e 30% dos pacientes experimentam e melhoram dentro de alguns dias. O mais impressionante é a amnésia antes da admissão".

A mãe só conheceu suas filhas um mês depois do nascimento, após ter se recuperado da covid-19. No dia 21 de abril, Mili teve alta do hospital, mas os bebês seguem na incubadora.

Mesmo recuperada, ela ainda sofre as consequências do período de sedação. "É como uma nuvem. Agora é difícil para mim, esqueço as coisas", ressaltou para o jornal.

Mães e filhos