PUBLICIDADE

Topo

Mães e filhos

Em campanha feita a distância, empresa mostra rituais entre mães e filhas

De Universa

06/05/2020 12h01Atualizada em 06/05/2020 18h06

A conexão única que existe em cada relação entre mãe e filha é o mote da nova campanha do WhatsApp para o Dia das Mães, em um momento em que a conexão virtual é o único contato possível para grande parte dos brasileiros. Criada pela agência AlmapBBDO, a campanha foi feita inteiramente a distância, dentro de casa reais e envolvendo as famílias dos profissionais.

É um desafio imposto pela pandemia a um processo que em geral levaria dias em um estúdio, com muitos profissionais envolvidos. No filme "Sol", a atriz que faz a mãe mora com uma das diretoras e a atriz que faz a filha mora com o diretor de fotografia, que também a filmou. A produção envolveu dezenas de pessoas, mas cada um em sua casa. "Praticamente nada foi feito de maneira convencional, e isso é desafiador", conta Taciana Lopes, líder de Consumer Marketing do Facebook Brasil.

A campanha, que pode ser vista no vídeo acima, será lançada hoje no Brasil. Abaixo, o vídeo traz o making off do trabalho.

Com "What a Difference a Day Makes" interpretada por Betty Johnson na vitrola, a campanha reforça a ideia de que pequenas coisas cotidianas que nos remetem ao universo do afeto materno -na campanha, todos os dias mãe e filha compartilham imagens dos raios de sol de suas respectivas casas.

"Como este ano o Dia das Mães será bastante diferente, com a maioria das pessoas não podendo comemorar fisicamente presente, a gente quis que a campanha refletisse esse novo contexto, mostrando como a ideia de se sentir próximo de quem você ama vai além de estar no mesmo espaço", diz Taciana.

O aplicativo viu o uso de videochamadas crescerem desde que regras de isolamento social foram impostas em diversos países pelo mundo. "No último mês, os usuários de WhatsApp em todo o mundo passaram em média mais de 15 bilhões de minutos por dia conversando em chamadas no app, um número muito superior à média de um dia comum antes da pandemia da Covid-19", conta Taciana.

Mães e filhos