PUBLICIDADE

Topo

Beleza

Saudades do salão, né, minha filha? Como salvar as unhas durante isolamento

Getty Images
Imagem: Getty Images

Aline Fava

Colaboração para Universa

03/05/2020 04h00Atualizada em 03/05/2020 13h52

Saudade de frequentar um salão, né, minha filha? Com o isolamento social e cuidados contra o coronavírus, estamos não só distantes dos serviços de beleza como lavando muito mais as mãos. Além disso, o uso frequente do álcool em gel e o contato com produtos de limpeza podem resultar em mãos mais ressecadas e unhas quebradiças.

É hora de reforçar o cuidado: olhar com carinho para suas unhas e aprender a cuidar de suas cutículas. A principal dica dos profissionais é mantê-las hidratadas. Vejas as dicas:

Hidratar e fortalecer

A primeira dica para garantir unhas mais fortes durante a quarentena é caprichar na hidratação. "Usar o próprio hidratante corporal nas unhas e no leito ungueal, onde ficam as cutículas, é uma medida simples e eficaz de fortalecê-las. Mas se a pessoa tiver um esmalte fortalecedor em casa, também é uma opção. Existem vários esmaltes formulados a base de Timol e Sorbitol, que são eficientes compostos para o fortalecimento das unhas", orienta o médico Alberto Cordeiro, dermatologista especialista em cosmiatria.

O dermatologista explica que toda substância com poder hidratante, seja creme ou cera, é ativo para a hidratação da área da cutícula. "O que faz a diferença é o tempo que esse produto se mantém em contato com a unha, e não o hidratante em si. É só pensar: por que um esmalte fortalecedor se torna mais potente do que um hidratante? Porque quando essa mão for exposta à água, o esmalte não será removido, ao contrário do hidratante", diz.

Cordeiro também diz que é possível hidratar as unhas com opções caseiras, como azeite de oliva e óleo de coco. "Como toda substância com poder hidratante é eficaz, essas são ótimas opções caseiras para o fortalecimento das unhas", indica.

E as cutículas? Para ele, se a preocupação é a saúde das unhas, não é recomendável que se remova as cutículas. "Mas aqui no Brasil é um costume. O que eu indico é que seja removido só o excesso, sem empurrá-las para baixo", orienta.

Também é possível encontrar no mercado opções para cuidar das cutículas de forma saudável, com produtos que hidratam, reduzem o volume e facilitam a remoção do excesso de pele.

Esmalte: passar ou não passar, eis a questão!

O dermatologista explica que um dos principais problemas com os esmaltes é que eles, em sua grande maioria, possuem formol. "O uso excessivo acaba expondo as unhas a essa química e, esse composto pode enfraquecer a lâmina ungueal e até gerar alergias", explica. Por isso, o isolamento social pode ser um bom momento para dar descanso às unhas. "O benefício de reduzir o uso é evitar o excesso da química."

Mas a falta de esmaltação não precisa ser sinônomo de desleixo com as mãos. E a grande inspiração aqui é Kate Middleton, fotografada com frequência com unhas naturais e bem cuidadas.

Para manter o aspecto natural, Adilson Nascimento, treinador da Mavala Brasil, também aposta na hidratação. "O ideal é manter uma rotina diária com a aplicação de cremes hidratantes, além de produtos que auxiliam no fortalecimento, deixando as unhas saudáveis e mais bonitas."

Outra dica é escolher um bom formato para manter as unhas, independentemente do que é moda hoje. "Tendências surgem a cada estação, mas o importante é se sentir bem. Procure o formato de unha que também combine com seu estilo e personalidade", indica Nascimento.

Se a preocupação é mantê-las fortes durante esse período, o formato arredondado pode ser o mais eficiente. "Redondo é o mais tradicional e o mais difícil de quebrar ou lascar, pois não deixa pontas nas laterais. Outro modelo muito usado é o quadrado com os cantinhos levemente arredondados, que também pode evitar lascas e quebra. Muitas mulheres adoram o formato bem quadrado, mas esse é o mais difícil de manter, pois os cantinhos ficam mais vulneráveis."

Lixa em ação

Para chegar ao formato escolhido, é preciso lixar as unhas. O ato de lixar as unhas não apenas define seu formato como também remove impurezas e corrige possíveis falhas de crescimento. E como fazer isso corretamente?

A primeira dica do especialista é não lixar com muita força. A segunda é fazer movimentos suaves em ângulo de 45°, apenas em um único sentido e evitando o "vai e vem", para definir o formato de sua preferência. "Assim, a lixa sela a ponta da unha, deixando-a mais lisa e evitando que suas três camadas se abram", explica Adilson.

A manicure e influencer de unhas Ana Paula Villar indica também o polimento, que pode tirar imperfeições da unha e dar um visual mais bem acabado, permitindo até abrir mão do esmalte. "Algumas lixas polidoras ativam o brilho e dão até a aparência de que as unhas estão esmaltadas", diz ela.

Beleza