PUBLICIDADE

Topo

Relacionamentos

Mayra Cardi se separa, mas segue morando com ex. Como dar certo?

Mayra Cardi e Arthur Aguiar estavam juntos desde 2017 - instagram/@mayracardi
Mayra Cardi e Arthur Aguiar estavam juntos desde 2017 Imagem: instagram/@mayracardi

De Universa

03/05/2020 15h15Atualizada em 03/05/2020 15h15

Num post publicado em seu Instagram, na manhã deste domingo, a personal trainer Mayra Cardi anunciou que seu casamento de dois anos com o ator Arthur Aguiar chegou ao fim. Disse, entretanto, que eles seguem se amando e estão, inclusive, morando juntos. Eles são pais de Sophia, de 1 ano. Ela também é mãe de Lucas, de 19.

Num vídeo de pouco mais de 15 minutos, Mayra afirma que o agora ex-casal tem personalidades muito diferentes, e ela não estava na sua melhor versão. Ela mostra, inclusive, que tem uma tatuagem com o nome de Arthur, e que não pretende apagá-la, porque "não se apaga uma pessoa" da vida. "E quem vier vai ter que se acostumar", avisa no vídeo.

Fala também que não queria mais engravidar, mas foi por ele, pelo sonho dele que ela encarou uma segunda gestação, e que pensar na distância entre pai e filha é a parte mais difícil.

"Não está sendo fácil, principalmente na quarentena, e estamos morando na mesma casa", ela finaliza, antes de avisar que quando se mudarem, um buscará estar perto do outro, pelo bem de Sophia.

Ex morando junto é mais comum que se pensa

Arranjos familiares desse tipo, com ex-casais morando juntos, estão se tornando cada vez mais comuns, explica a psicóloga Rosa Maria Macedo, terapeuta de família e coordenadora do NUFAC - Núcleo Família e Comunidade da PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo).

Em entrevista para Universa, ela diz que essa pode ser uma boa estratégia de transição, até que o casal consiga reorganizar a vida. "Funcionará ou não, dependendo do tipo de acordo que os dois vão ser capazes de fazer. Quando a separação é amigável, fica mais fácil", diz ela.

A dor, porém, é inevitável, Rosa avisa. Por mais que se tente suavizar o momento da separação, sempre haverá certa dose de sofrimento. Ela explica: "Casamento é um investimento de sonhos, expectativas de felicidade e realização, de modo que o fracasso é uma perda e origina um luto".

Cuidado com conflitos e mágoas

É preciso, nesses casos, evitar o autoengano, aponta o psicólogo Reginaldo do Carmo Aguiar, especialista em Terapia Comportamental pela Universidade Federal de Uberlândia. Manter-se em um casamento que já acabou na esperança de uma reconciliação, ele diz, pode impedir que o ex-casal experimente outros relacionamentos, até mais saudáveis que esse, além de gerar novos conflitos e mágoas.

"Uma relação desgastada e forçada pode criar um ambiente hostil e contaminar todos os integrantes da família", afirma Aguiar. Numa situação como essa, são comuns as cobranças e cenas de ciúme. Mas, uma vez que o casal separado tenha decidido se manter na mesma casa, a possibilidade de que uma terceira pessoa apareça, na vida de um dois, deve ser considerada.

Para a psicóloga Jessye Cantini, é fundamental definir claramente as regras de convivência, as responsabilidades e os limites.

Demi Moore e Bruce Willis dão aula de boa convivência com o ex

Um bom exemplo de ex-casal que consegue lidar muito bem com a separação vem dos atores Demi Moore e Bruce Willis. Morando juntos durante a pandemia de coronavírus, os artistas —que estão separado há 20 anos— compartilha frequentemente momentos em harmonia, muitos deles registrados por uma de suas filhas, Tallulah Belle Willis, 26, direto da mansão da atriz, em Idaho, nos Estados Unidos.

Bruce é casado com Emma Heming Willis e tem com ela duas filhas pequenas, mas um acidente envolvendo uma das crianças em Los Angeles impediu que sua mulher se juntasse ao grupo.

Relacionamentos