PUBLICIDADE

Topo

Sexo

Tem mais, Gracy: dicas para um sexo anal prazeroso que Kelly Key não contou

Kelly Key dividiu com os convidados Gracyanne e Belo e com o público dicas para fazer sexo anal -  Reprodução/Instagram
Kelly Key dividiu com os convidados Gracyanne e Belo e com o público dicas para fazer sexo anal Imagem: Reprodução/Instagram

De Universa

14/04/2020 11h43

Em uma live, a cantora Kelly Key, ao lado do marido Mico Freitas, ensinou uma técnica simples para fazer sexo anal de forma prazerosa. Os alunos: a musa fitness Gracyanne Barbosa e seu marido, o cantor Belo. "Dica ótima", afirmou Gracy, a respeito da explicação de que é preciso "botar um pedaço, ficar quieto" antes de acontecer a penetração total.

Por ser um dos tabus sexuais para muita gente, o sexo anal requer ainda mais cuidados. Está pronta para aprender, Gracy? Eis as dicas que Kelly Key não contou.

Sexo anal: dicas para fazer com prazer

penetração sexo - Adene Sanchez/Getty Images/iStockphoto - Adene Sanchez/Getty Images/iStockphoto
Estímulo anal também pode ser motivo de prazer; aprenda cuidados para prática doer menos
Imagem: Adene Sanchez/Getty Images/iStockphoto

Na transmissão da live, Kelly Key destacou o fato de que é preciso que o corpo "se acostume" com a ideia de que haverá penetração — por isso, é importante que o movimento não seja brusco, seja feito aos poucos, para que os músculos da região estejam o mais relaxados possíveis.

A posição das pessoas, o grau de excitação e até mesmo a questão emocional ligada ao momento — já que muita gente romantiza o sexo anal, como se a prática fosse um "presente" dado ao parceiro —- também entram na conta para que o sexo anal seja prazeroso para todos os envolvidos.

1. Ânus é zona erógena: ou seja, dá para ter prazer, sim

Mesmo sendo uma área cheia de tabus, o ânus é uma zona erógena como outras partes do corpo — ou seja, se estimulado, pode gerar prazer. Dispensar a possibilidade de explorar a área, como parte dos homens faz por medo de sentir o prazer anal, pode se um desperdício entre as práticas sexuais possíveis.

2. Lubrificantes à base de água ajudam

A área não tem lubrificação natural, como acontece com a vagina. Por isso, é recomendado o uso de produtos lubrificantes à base de água para facilitar a penetração, com menos dor.

3. Posições e posições

O mercado pornográfico, com frequência, mostra que o sexo anal é feito com uma das pessoas em quatro apoios, enquanto a outra faz a penetração em pé, de maneira profunda. Nem sempre é a mais recomendada, especialmente para quem está na primeira experiência de sexo anal. O conforto pode estar em outras posições: conchinha, sentado por cima ou deixando a pessoa que será penetrada deitada de bruços podem ser alguns testes.

4. Sangramento e "vazamento"

Após a penetração, é comum que se sinta vergonha ou medo de que ocorra sangramentos, vontade de evacuar ou vazamento de fezes. É preciso levar as situações com naturalidade — se atente, apenas, caso o sangue que sair da região seja intenso ou com cores vivas. Nesses casos e, principalmente, se estiver doendo muito, peça para interromper a penetração.

5. Não faça se não estiver no clima

Pular preliminares (que podem ser introduzir os dedos na região, primeiro), fazer por obrigação ou por sentir que precisa agradar o parceiro: essas e outras condutas podem fazer com que o sexo anal seja motivo de dor. É preciso estar consciente de que uma dorzinha é normal, afinal, o ânus é uma região mais apertada que a vagina, por exemplo. Mas, não se force à nada. Respeite suas vontades e lembre-se: quem será penetrado precisa estar bastante estimulado para que seja um momento de prazer.

6. Atenção ao uso do preservativo

É preciso usar camisinha durante o sexo anal — e é fundamental trocar o preservativo se tiver acontecido penetração vaginal antes, por exemplo — para que todos estejam protegidos de infecções sexualmente transmissíveis. As bactérias dessas regiões são diferentes e, portanto, há o risco de ocorrer uma contaminação cruzada, provocando infecções. O mesmo vale para brinquedos eróticos que são usados na vagina e no ânus.

Sexo