PUBLICIDADE

Topo

Beleza

Fina Estampa: o que mudou nos cortes de cabelo que eram sucesso há 10 anos

João Miguel Júnior/TV Globo/Divulgação
Imagem: João Miguel Júnior/TV Globo/Divulgação

Rodrigo Cintra

Colaboração para Universa

07/04/2020 04h00

Voltar ao passado é matar a saudade das antigas tendências e analisar as evoluções no mundo da moda. Com a reprise da novela Fina Estampa, da Rede Globo, podemos observar como os cortes de cabelo se repaginaram. Muita coisa mudou de 2011, ano em que a novela estreou, para 2020, mas algumas semelhanças ainda se mantêm presentes. Está curiosa para ver o que rolou de lá para cá? Confira!

Quem não se lembra da médica Danielle Fraser, interpretada por Renata Sorrah, e da estilista Esther Wolkoff, por Júlia Lemmertz? A dupla tinha algo em comum no visual: os cabelos curtos e estilosos.

Para a personagem, Renata Sorrah apostou no chanel mais volumoso, repicado e com a franja um pouco mais curta e desfiada. Atualmente, o volumão exagerado não é uma grande aposta entre as mulheres, que preferem o look compacto e simétrico, mas a nuca de fora virou tendência para este ano.

Como o corte chama muita atenção para as pontas, o ideal é sempre mantê-las hidratadas. Óleo e protetor térmico são ótimos aliados para o dia a dia.

Já o french bob de Júlia Lemmertz também conta com volumão e fios repicados desde o topo da cabeça até as pontas. Por ser um visual fresh, o corte esteve em alta no último verão, entretanto, com pontos diferentes: a franja, que cobre o início da testa, e as pontas, que ficam assimétricas, próxima das sobrancelhas.

Hoje, o repicado tem como foco as pontas, não o comprimento todo. A finalização também mudou de lá para cá: o babyliss é o grande queridinho para modernizar. O tempo de manutenção deste corte varia de dois a três meses. Invista em um spray de brilho para que ele ganhe mais evidência.

Vanessa Tavares, interpretada por Milena Toscano, usava um chanel de base reta, que representou os curtos com a nuca de fora. Tal opção traz consigo muitas características da mulher moderna, entre elas: estilo e personalidade. O que diferencia dos dias de hoje? A risca do cabelo, no centro da cabeça, é a grande tendência para um look sofisticado.

Já o chanel despojado de Marcela Coutinho, interpretada por Suzana Pires, tem o comprimento um pouco abaixo do queixo com uma franja (que chega até as sobrancelhas) e laterais volumosas. Hoje, ele foi adaptado para o corte assimétrico: curto atrás e mais comprido na frente, com a franja desfiada para proporcionar um ar despojado, com movimento e leveza.

TV Globo/Alex Carvalho
Imagem: TV Globo/Alex Carvalho

Isabel Fillardis, que deu vida à personagem Mônica, apostou no bob crespo, no entanto, com algumas diferenças do corte atual. Os cachos da atriz ficavam abaixo do queixo e com uma franja lateral. Na releitura do chanel, as pontas são desfiadas na altura do queixo, deixando os cachos mais volumosos, uniformes e com mais movimento. Para evitar que as pontas pareçam ralas, o volume deve ser equilibrado em todo o comprimento.

Dica: use um CC Cream para definir os cachos e finalize com spray de brilho. Mas não exagere, aplique sempre em pouca quantidade para evitar um aspecto pesado e oleoso.

Beleza