PUBLICIDADE

Topo

Relacionamentos

5 dicas para manter um relacionamento à distância

iStock
Imagem: iStock

06/04/2020 04h00

Em tempos de isolamento, o tema relacionamentos à distância, discutido no Podcast Sexoterapia, está mais atual do que nunca. Será que é possível manter um namoro ou um casamento com pouco ou nenhum contato físico? Dá para construir uma vida em comum com alguém que mora em outra cidade ou outro país?

A resposta da ciência é positiva. Pelo menos a de um levantamento realizado no ano passado pelo Centro de Estudos das Relações de Longa Distância, dos Estados Unidos, onde mais de 7 milhões de casais têm um relacionamento que sobrevive graças à internet e ao telefone. Os pesquisadores afirmaram que 73% desse tipo de relação dão certo. Informação importante: dar certo, nesse caso, era durar mais de 6 meses.

"Para que esse tipo de relação funcione é preciso, antes de mais nada, que haja disponibilidade emocional dos dois lados", afirma a sexóloga e terapeuta de casais Ana Canosa, também apresentadora do Sexoterapia. "Questione-se o quanto você está disposto a criar esse vínculo", diz.

Essa resposta é importante em qualquer relacionamento, mas a distância impõe um comprometimento e uma dedicação ainda maiores. Bárbara dos Anjos Lima, editora de Universa e convidada desse episódio, é casada há quase 3 anos com o homem que namorou a distância por dois anos.

Ana e Bárbara dão as dicas para os casais que estão longe e que querem fazer a relação vingar:

1. Alinhe a expectativa e a realidade

É importante alinhar sua imagem virtual à real. Todo mundo quer mostrar a sua melhor versão para o outro, e é o que fazemos em todo começo de namoro. Mas na falta do olho no olho, é ainda mais importante não alimentar falsas expectativas.

2. Antecipe a DR

Nos relacionamentos à distância é mais difícil apenas "deixar rolar", já que é preciso um mínimo de planejamento. Desde coisas práticas, como comprar uma passagem de ônibus ou de avião (e para isso, é preciso ter claro quando será o próximo encontro), até decisões como mudança de cidade e de emprego. Isso traz uma perspectiva de realidade.

3. Decida quem vai ceder

Falando em DR, a conversa sobre quem vai abrir mão de morar perto dos amigos e familiares e trocar de emprego precisa acontecer. Casais compartilham planos, sonhos, desejos. Nesse caso, discutir essa questão e tomar uma decisão também é o que irá decidir o futuro do relacionamento. Um dos dois precisa estar disposto a fazer essa mudança em algum momento.

4. Priorize o relacionamento

Os encontros vão ser uma vez por semana? A cada quinze dias? Uma vez por mês? Não importa, contanto que seja estabelecido o compromisso com a outra pessoa.

5. Aumente a proximidade

O ideal é que os encontros de fim de semana sejam estendidos gradualmente. A convivência diminui a idealização (ninguém está cheiroso e arrumado o tempo todo, como no jantar do fim de semana) e traz o relacionamento para mais perto do que será a convivência na vida real.

Acompanhe o Sexoterapia

Relacionamento à distância é o tema do décimo sexto episódio do podcast Sexoterapia, um espaço criado por Universa para falar de sexo e relacionamento.

Nesse episódio, as apresentadoras Marina Bessa, editora chefe de Universa, e Ana Canosa, sexóloga, recebem Bárbara dos Anjos Lima, editora de comportamento de Universa. Sexoterapia está disponível no UOL, no Youtube de Universa e nas plataformas de podcasts, como Spotify, Apple Podcasts, no Castbox e Google Podcasts.

Relacionamentos