PUBLICIDADE

Topo

Atendimento às vítimas de violência de gênero sobe quase 20% na Espanha

Aumento repentino da violência de gênero em todo o mundo é atribuido por especialistas ao isolamento social em meio à pandemia; na foto, mulher protesta por igualdade de gênero em Pristina, capital do Kosovo - Armend Nimani/AFP
Aumento repentino da violência de gênero em todo o mundo é atribuido por especialistas ao isolamento social em meio à pandemia; na foto, mulher protesta por igualdade de gênero em Pristina, capital do Kosovo Imagem: Armend Nimani/AFP

De Universa, em São Paulo

01/04/2020 10h49

O serviço telefônico de atenção a vítimas de violência de gênero na Espanha registrou, entre 14 e 29 de março, aumento de 18,21% no número de chamadas quando comparado ao mesmo período do mês anterior.

Em números absolutos, são cerca de 521 chamadas a mais entre uma quinzena e outra. Os dados são da Delegação do Governo contra a Violência de Gênero, órgão ligado ao Ministério da Igualdade espanhol, que os divulgou no Twitter.

"Chamadas e denúncias ao serviço das vítimas de violência de gênero 016 [número do telefone para denúncias] aumentaram durante o confinamento devido à crise da covid-19, como foi apontado pelos especialistas", diz o perfil oficial do órgão, fazendo menção ao período de isolamento social que vive o país desde o dia 15 de março em meio à pandemia do novo coronavírus.

Comparando os meses de março de 2019 e 2020, o aumento foi de quase 11%, com os números absolutos de telefonemas tendo saltado de 5.674 para 6.271.

"Os dados confirmam que durante o confinamento as situações de violência de gênero aumentam", diz a delegação em outro tuíte.

No dia 21 de março, foi criado um serviço de atenção psicológica via WhatsApp para quem sofre violência de gênero no país. Segundo o órgão, entre a data de lançamento da ação e o dia 29 foram registrados 168 contatos de mulheres de toda a Espanha.

Violência contra a mulher