PUBLICIDADE

Topo

Ministério recebe 1,3 mil denúncias de violações de direitos humanos

Aumento de denúncias liga alerta no Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos - Getty Images/iStockphoto
Aumento de denúncias liga alerta no Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos Imagem: Getty Images/iStockphoto

De Universa, em São Paulo

26/03/2020 19h27

O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos divulgou, na tarde de hoje, ter recebido 1,3 mil denúncias de violações de direitos humanos em função do isolamento adotado com o avanço da covid-19 no país. Só entre os dias 14 e 24 de março, foram registrados 1.133 relatos em canais do governo.

Segundo a pasta, houve "aumento considerável" no número de denúncias desde o dia 19 de março, quando muitos estados e municípios adotaram medidas restritivas no combate ao coronavírus.

"As principais violações registradas são de exposição de risco à saúde, seguida por maus tratos e ausência de recursos para sustento familiar decorrente do impedimento ao deslocamento e acesso a locais e espaços públicos e privados", diz o ministério em nota.

A ministra Damares Alves, titular da pasta, já havia demonstrado preocupação com o aumento de casos de violência doméstica, já que muitas mulheres ficariam confinadas com seus agressores.

Ao analisar os casos por estado, a pasta afirma que as violações convergem com o avanço do coronavírus nas áreas. São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais concentram quase metade das denúncias. Juntos, os três estados somam 1.626 casos confirmados de covid-19 e 67 mortes em decorrência da pandemia — no total, o país registra 2.915 casos e 77 óbitos.

Violência contra a mulher