PUBLICIDADE

Topo

USP: Atlética barra baile à fantasia do sexo oposto: 'Reforça estereótipo'

Atlética da USP cancelou o Baile do Trocado por considerar que festa reforçava estereótipos - Reprodução/Facebook
Atlética da USP cancelou o Baile do Trocado por considerar que festa reforçava estereótipos Imagem: Reprodução/Facebook

De Universa, em São Paulo

06/03/2020 09h13

A Atlética Caaso (Centro Acadêmico Armando de Salles Oliveira), da USP (Universidade de São Paulo), em São Carlos, cancelou o Baile do Trocado, festa tradicional em que a maioria dos homens iam vestidos de mulheres, e mulheres usavam roupas masculinas. O evento era realizado no primeiro semestre do ano e tinha como objetivo integrar calouros e veteranos.

De acordo com comunicado divulgado na página do Facebook da atlética, o cancelamento atende a pedidos de pessoas que consideravam que a temática "reforçava estereótipos errados sobre a figura feminina, além de ridicularizá-las".

"Grande parte das roupas escolhidas pelos homens contribuíam para uma extrema sexualização da mulher, assim como as poses escolhidas para tirar fotos, e as frases ditas, que muitas vezes resultavam em uma objetificação da mulher. Hoje, sabemos que tais atitudes só reforçaram estereótipos errados sobre a figura feminina, além de ridicularizá-las. Ademais, tal troca de vestimentas era vista como uma piada. Dessa forma, eram naturalizadas atitudes, sentimentos, ações discriminatórias e preconceituosas contra pessoas transgênero", diz um trecho do comunicado.

A atlética afirmou ainda estar "em constante evolução", reconheceu que por muito tempo contribuiu "para que atitudes machistas e transfóbicas fossem naturalizadas", e se desculpou por ter mantido a festa nos últimos anos.

"Gostaríamos de pedir desculpas a todos que um dia se sentiram ofendidos com a festa ou sofreram algum tipo de preconceito que tenha sido naturalizada por nosso evento."

A atitude foi elogiada por internautas nos comentários da postagem no Facebook. "Parabéns, galera! Em tempos tão obscuros, muito legal ver a galera jovem repensando e crescendo! Mas ainda acho que vale a pena pensar um outro tema de festa, porque a gente não pode deixar espaços se perderem", escreveu uma. "Parabéns pela atitude! Um bom entrosamento entre calouros e veteranos deve começar com o respeito!", elogiou outra.

"Parabéns pela reflexão e postura! Os tempos mudaram e em muitos aspectos, para melhor! Afinal, cabe a todos fazer do mundo um ambiente melhor para todos, não apenas para alguns", diz outro comentário.

Diversidade