PUBLICIDADE

Topo

Stalkeadas

Um olhar diferente sobre o que bomba nas redes sociais


Influenciadores pegam carona em coronavírus para ganhar curtidas na rede

Influenciadores usam máscara para pegar carona em tag sobre coronavírus; método não é 100% eficaz e exige trocas - Reprodução/Instagram
Influenciadores usam máscara para pegar carona em tag sobre coronavírus; método não é 100% eficaz e exige trocas Imagem: Reprodução/Instagram

Marcos Candido

De Universa

28/02/2020 17h02

Influenciadores estão "pegando carona" na popularidade do coronavírus na internet para tentar tentar aumentar a popularidade nas redes sociais. No Instagram, donos de perfis, alguns com milhares de de fãs, vestem máscaras e usam a hashtag #coronoavírus para coletar curtidas e novos seguidores. Somente na rede social, a tag tem mais de 900 mil menções.

Um perfil em alemão que apresenta dicas fitness publicou um retrato no qual um casal aparece vestido com máscara e aos beijos. "Nós rezamos para que o vírus seja finalmente vencido", diz. Segundo o dono do perfil com mais de 100 mil seguidores, ele e a namorada estavam de férias na Tailândia é só se beijavam usando máscaras.

Outro perfil russo publicou uma imagem bem blogueirinho, em Hong Kong, mesclando estilo streetwear e máscara para barrar o coronavírus. A imagem tem mais de 1,500 curtidas nas redes.

Não à toa, o coronavírus virou um "hit" de buscas e procuras na rede após se espalhar por todos os continentes, com exceção da Antártica. No Brasil, as menções ao vírus nas redes sociais apresentam mais piadas do que preocupação.

Vibe check. #shenzhen #stevendivish #maskon #wearthemask #coronavirus #hongkong

Uma publicação compartilhada por Steven Divish (@stevendivish) em

Apesar de influenciadores se aproveitarem de viagens para a Ásia para apostar na popularidade do vírus, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declara que a epidemia é uma emergência de saúde considerada "muito alta" no mundo. No Brasil, há apenas um caso confirmado. O paciente é um homem de 61 anos que voltou da Itália para São Paulo com o vírus.

Máscara de influenciadores não garante proteção

O coronavírus é transmitido por saliva, espirro, tosse, catarro, aperto de mão, e contato com superfícies contaminadas se logo a seguir rolar coçada no olho ou no nariz. Os sintomas são febre, tosse e dificuldade para respirar.

As máscaras dos influenciadores não são eficazes para evitar o contágio e devem ser trocadas com regularidade, segundo especialistas. Até o momento, mais de 2.800 morreram devido ao coronavírus e mais de 83 mil foram infectadas no mundo.

Stalkeadas