PUBLICIDADE

Topo

Anúncio em ônibus manda recado para o príncipe Andrew: "Responda ao FBI"

O veículo circulou pelos arredores do palácio de Buckingham, residência oficial da rainha Elizabeth - Reprodução/Huffington Post
O veículo circulou pelos arredores do palácio de Buckingham, residência oficial da rainha Elizabeth Imagem: Reprodução/Huffington Post

De Universa

27/02/2020 14h34

A advogada Gloria Allred — conhecida por atuar em casos de violência contra a mulher em Hollywood — comprou um anúncio em um ônibus escolar para mandar um recado ao príncipe Andrew e pedir que ele, que foi acusado de cometer crimes sexuais, esclareça os fatos com o FBI.

Entre duas fotos de Andrew sorrindo, há uma frase: "Se você vir esse homem, peça para ele ligar para o FBI para responder às perguntas deles".

Segundo a Harper's Bazaar britânica, o veículo circulou pelos arredores do palácio de Buckingham, residência oficial da rainha Elizabeth.

Andrew, que é o terceiro filho da monarca e detém o título de duque de York, foi acusado de ter abusado sexualmente de duas adolescentes: Johanna Sjoberg, em 2015, e Virginia Giuffre, em 2001.

Reprodução/Huffinton Post
Imagem: Reprodução/Huffinton Post

Os dois casos teriam ocorrido em eventos promovidos pelo criminoso sexual Jeffrey Epstein, que era amigo do príncipe e morreu em julho de 2019, na selça em que estava preso, em Nova York.

À Harper's Bazaar, Allred, que representa cinco das mulheres que denunciam Epsein, explicou por que decidiu promover a ação:

"O príncipe Andrew deve fornecer o que ele sabe ao FBI, porque eles ainda estão conduzindo uma investigação sobre quem pode ter conspirado com Jeffrey Epstein para traficar garotas menores de idade para ele", disse.

Allred também representa Virginia Giuffre, uma das primeiras vítimas a mencionar Andrew nos depoimentos da investigação sobre Epstein.

Desde que o caso veio à tona, em 2019, o príncipe negou as acusações e afirmou à BBC que nunca conheceu Giuffre, apesar de haver uma foto dos dois juntos no início dos anos 2000, em uma festa.

Mais tarde, o duque anunciou que estava se afastando dos deveres reais "por um futuro próximo" e com a bênção da rainha.

Ele também disse que cooperaria com as investigações em torno de Epstein: "Estou disposto a ajudar na aplicação da lei apropriada se necessário", disse Andrew na época.

Violência contra a mulher