PUBLICIDADE

Topo

Carnaval de Brasília prepara tolerância zero à violência contra a mulher

Carnaval de Brasília faz campanha pedindo respeito às mulheres - Divulgação
Carnaval de Brasília faz campanha pedindo respeito às mulheres Imagem: Divulgação

De Universa

20/02/2020 10h08

As mulheres que forem ao carnaval no Parque, festa brasiliense que este ano chega a sua quarta edição, contará com intensa campanha de enfrentamento ao assédio e violência contra a mulher, incluindo mensagens fixadas em entradas de banheiros, e equipe de acolhimento.

A organização do evento, que conta ainda com interpretação em Libras nos shows e infraestrutura acessível para pessoas com deficiência, além de cardápio em braile, informa que aderiu à agenda global de sustentabilidade da ONU com objetivos para 2030, e como estratégia definiu a tolerância zero a crimes contra mulheres.

Durante o evento, que já começou no último sábado (15), este público terá à disposição o serviço "Conta Comigo", em que oito mulheres treinadas farão acolhimento a quem quiser conversar sobre o tema, ou receber conforto, quiser desabafar. Essas profissionais poderão ainda acompanhar a pessoa na saída do evento, caso ela se sinta mais confortável e segura. Será possível ainda conseguir uma carona.

Mensagens em defesa da mulher foram espalhadas em carnaval brasiliense - Divulgação
Mensagens em defesa da mulher foram espalhadas em carnaval brasiliense
Imagem: Divulgação

Caso haja assédio, a vítima poderá ser acolhida em uma sala reservada, onde receberá orientação sobre possíveis caminhos que ela pode seguir como dirigir-se a uma delegacia próxima.

Quem trabalha no evento, como ambulantes e brigada de incêndio, recebeu treinamentos para conscientização e protocolo de resposta com advogada especialista em Comunicação Não Violenta. Até mesmo o vídeo de abertura de palco trata a temática como prioritária.

O Carnaval no Parque dura até o dia 29, com shows diversos como Gusttavo Lima e MC Kekel. Os ingressos são vendidos partir de R$ 111 a meia (sendo que a meia funciona com a doação de 1kg de alimento não-perecível), e a organização é da R2 Produções.

Violência contra a mulher