PUBLICIDADE

Topo

Devinho Novaes é acusado de agredir ex-namorada; cantor nega

Devinho Novaes é acusado por ex-namorada - João Alvarez/UOL
Devinho Novaes é acusado por ex-namorada Imagem: João Alvarez/UOL

Do UOL, em São Paulo

17/02/2020 17h36

Considerado um dos maiores fenômenos da sofrência, nos últimos tempos, o cantor Devinho Novaes está sendo acusado de agredir a ex-namorada, a blogueira e modelo Luiza Lima. O músico de 22 anos negou as acusações.

A jovem publicou, ainda pela madrugada, vários vídeos no qual aparece com a boca machucada. Questionada por seguidores, ela, no entanto, afirmou que não irá denunciá-lo.

"Não vou denunciar. Deus é maior que tudo e que todos. Uma coisa que a gente tem que aprender é que se fizer uma ou duas, não deixe acontecer a terceira, não. E é isso o que eu vou fazer", disse ela, chorando.

"Uma das coisas, foi a traição. Acho que não teria a necessidade de me trair. Ele é famoso, toda a mulher quer. Mas eu digo para vocês, de coração, eu vou viver a minha vida, dedicar a minha família e ao meu trabalho. Só isso", completou.

Em sua página oficial, Devinho Novaes negou que tenha espancado a ex-namorada e garantiu ter ocorrido somente "uma briga besta".

"Mais uma polêmica envolvendo Devinho Novaes, dizendo que eu teria espancado uma mulher. De jeito nenhum. Estou passando aqui para explicar que não aconteceu nada disso. Primeiro, vocês procurem saber o que realmente o que aconteceu para depois postarem nos grupos. Não aconteceu nada disso de traição, de espancar namorada", se defendeu. "O que aconteceu foi uma briga, uma briga besta... e é isso aí, não deu certo, relacionamento acabou: Deus abençoe cada um", justificou.

Essa não é a primeira vez que Devinho é acusado de agredir uma mulher. Em junho do ano passado, outra ex-namorada de Devinho, Aylle Santiago, também relatou ter sofrido violência física e verbal sofrida pelo cantor.

Também conhecido como "boyzinho do arrocha", Devinho Novaes está em ascensão na carreira. Atualmente, ele conta com mais de 2,3 milhões de seguidores somente no Instagram.

Violência contra a mulher