PUBLICIDADE

Topo

Sexo

Frases impróprias no sexo (e como falar a mesma coisa, mas de outro jeito)

Heloísa Noronha

Colaboração para Universa

15/02/2020 04h00

Falar durante o sexo é estimulante para muitas pessoas. Sussurros, gemidos e palavras picantes ajudam a entrar no clima durante as preliminares e, na hora H, tornam a experiência ainda mais excitante.

Porém, como tudo na vida, o jeito de se comunicar faz toda a diferença — principalmente para o interlocutor. Por mais que a intenção seja elogiar ou demonstrar tesão, uma frase equivocada pode ter o efeito contrário ao desejado. Conheça alguns exemplos:

"Você está demorando demais!"

Pessoas não são máquinas com botões de liga e desliga. Às vezes, por mais que a vontade de transar exista, a excitação demora para acontecer. Nessas horas, em vez de ser impositiva ou reclamar, por que não diz "Vamos namorar mais um pouco antes" ou algo parecido?

Para a sexóloga Andresa Buchud, da capital paulista, o ideal é nunca forçar nenhum tipo de situação na cama. "Cada um tem o seu limite e, mesmo que na hora do sexo valha tudo, todos têm gostos pessoais e limitações. Evite insistir ou fazer chantagens emocionais ou sexuais", aconselha.

Uma frase assim, com objetivo de apressar a ejaculação, também é um erro. "Não force a barra para que ele goze, pois o orgasmo precisa ser orgânico. Não adianta ficar pressionando o outro para que goze rápido. Isso, além de causar constrangimento, pode piorar a situação", avisa Juliana Bonetti Simão, psicóloga especialista em sexualidade, de São Paulo (SP).

"Você faz isso melhor que o meu ex"

Opa, muita calma com esse tipo de comparação disfarçada de elogio! Embora a intenção seja levantar a moral dele, o parceiro pode achar que você está com a cabeça ligada em outra pessoa. "Nunca compare o atual com o ex, em hipótese alguma. O sexo é individual, cada um com o seu determinado gosto e atitude. Evite o desgaste e se entregue ao momento", pontua Juliana.

Você pode até querer animá-lo, dizendo que ele faz mais gostoso, mas o uso de qualquer frase comparando o desempenho sexual com o de outro pode causar constrangimento.

"Isso ocorre, principalmente, quando se traz o ex de alguma forma para a cama. Se quer dizer que ele faz bem, seja clara: 'você faz gostoso', 'assim eu gosto', 'você beija muito bem' e assim por diante. Numa dessas, você pode chamá-lo pelo nome do ex, e será um situação difícil de reparar", comenta Carolina Freitas, mestre em psicologia e especialista em sexualidade da plataforma Sexo sem Dúvida.

"Amanhã tenho que acordar cedo. Podemos ir logo?"

Se estiver sem vontade de transar, diga com verdade e honestidade. "Vale tanto para homem quanto mulher", frisa Rosely Salino, psicóloga, sexóloga e terapeuta de casais, de São Paulo (SP). Para ela, desculpas esfarrapadas como: cansaço, necessidade de tomar banho antes, dor de cabeça e outras questões, ferem e levam ao sentimento de rejeição. O melhor é sempre apelar para a sinceridade, pois as justificativas podem ser mal interpretadas pelo par.

"Você está pensando em quê? Em mim?"

Sexo não é hora de discutir a relação. E se ele responder que não está pensando em você? Fantasia sexual, todos têm (ou deveriam ter); são estímulos sexuais. "Por isso, se já tiverem intimidade, pode perguntar se ele tem alguma fantasia para realizarem juntos, algo como: 'o que quer que eu faça com você?'. E saiba que, se você está preocupada com isso, não está curtindo o sexo. Entre no jogo erótico e se divirta", sugere Carolina.

"Que pintinho mais lindo!"

"Assim você acaba com o sexo mesmo antes de começar!", declara a especialista da plataforma Sexo sem Dúvida. "Se você achou o pênis dele lindo, elogie, mas de forma erótica. Que tal 'que pau lindo!', 'que delícia de pinto!' ou 'com esse pau você me enlouquece!'?. Nunca se refira ao membro dele no diminutivo pois, no imaginário masculino, eles sempre têm o melhor, mais gostoso e maior. Lembre-se de que o jogo erótico é para seduzir, exaltar e excitar", diz Carolina.

"Isso eu não faço de jeito nenhum!"

Se não quer algo, por que não propor, então, o que você curte? Uma boa ideia é falar "Que tal a gente fazer assim?". "Mostre para o parceiro como gosta de ser tocada, beijada e estimulada. A comunicação dentro de um relacionamento, principalmente no contexto sexual, pode ser extremamente excitante ou completamente desestimulante. Para não desandar algo que pode ser muito agradável, comunique suas preferências com jeito, evitando frases de comparação, julgamento ou até mesmo negação", recomenda Andresa. Muitas vezes, a simples substituição de algumas palavras já colabora para uma comunicação mais suave e clara, levando o parceiro a se esforçar para atender suas vontades.

"Nossa, você é sempre assim tão rápido??!!"

Segundo Carolina, devido ao alto grau de excitação, à ansiedade ou à falta de jeito, mesmo em uma primeira vez juntos, o homem pode ejacular num tempo menor - e tudo bem! "Isso não caracteriza, necessariamente, ejaculação precoce ou que ele não se preocupa com o seu prazer. Se você quer transar com ele de novo, fale algo como 'na próxima vez vamos fazer... ' citando algo que te excita. Assim, ele fica sabendo que você o quer de novo, o que pode abaixar a ansiedade e evitar inseguranças. Se não quer vê-lo mais, não diga nada", observa.

"Ai, paizinho, que delícia..."

Muitos casais, após terem filhos, passam a se tratar por "mãe" e "pai". "NUNCA faça isso, pois é extremamente broxante e, com o tempo, afasta o casal. A relação tende a se tornar infantilizada. Quando um homem e uma mulher estão em uma relação sexual, são amantes, não papai e mamãe. Tenha muito cuidado com as palavras", opina Rosely.

Sexo