PUBLICIDADE

Topo

Ashley Judd responde críticas sobre aparência "inchada" pelo uso de Botox

Ashley Judd em vídeo para campanha de Elizabeth Warren - Reprodução/Twitter
Ashley Judd em vídeo para campanha de Elizabeth Warren Imagem: Reprodução/Twitter

De Universa, em São Paulo

14/02/2020 12h51

Ashley Judd respondeu aos comentários sobre a aparência do seu rosto, após liberar um vídeo em que se posicionava politicamente a favor da candidata à presidência dos EUA, Elizabeth Warren. Na publicação original, usuários a questionaram sobre a identidade do seu "cirurgião plástico" como forma de deboche.

No texto compartilhado em seu Instagram, a atriz, uma das pioneiras no movimento #MeToo que denunciou Harvey Weinstein, acusou os haters de serem "misóginos selvagens" e considerou todos os ataques como uma manobra de desvio de suas opiniões políticas.

"Autoestima saudável, bons limites e conhecimento inabalável sobre si mesma. Essas coisas são essenciais desde a hora que eu acordo e as quais meus amigos me ensinaram sobre o fato de que minha aparência está sendo amplamente comentada no Twitter. Os misóginos selvagens de ambos os sexos se revelaram, assim como muitas pessoas que têm empatia por esses pensamentos e compactuam com isso", disse ela, citando o "woman bashing", termo utilizado para retratar homens que usam violência para falar sobre mulheres por serem colocados em posição inferior.

"Eu considero isso uma forma sexista de causar distração para o meu discurso político: o ódio vem em resposta a um vídeo em que eu apoio uma candidata à presidência da minha escolha", acrescentou.

Ao longo do texto, Ashley aproveitou para dizer que o uso do Botox é feito para tratar de um problema crônico de enxaqueca que tem, citando a intervenção como uma das medidas para a melhora.

"Tudo que eu sei é que venho lutando contra enxaquecas por mais de um ano, e essa doença afeta uma em quatro casas no Estados Unidos. É a terceira doença mais comum no mundo. Todos nós temos ela ou conhecemos alguém que a tem".

"Um dos tratamentos padrão para enxaquecas é o botox e meu seguro paga por 31 injeções a cada 12 semanas (...) Meus amigos me aconselharam a não falar sobre os fatos médicos, pois poderiam ser usados contra mim, mas sinto vergonha por quem distorce as minhas palavras".

Por fim, a atriz conclui o desabafo dizendo não estar surpresa pelos ataques feitos contra ela, principalmente por ser mulher, mas ressalta que continuará lutando contra discursos machistas como esse.

"Não levo elogios mais a sério do que insultos (...) Eu, como mulher branca cis, sei que o ódio contra mim é bastante genérico em comparação às mulheres negras e meus amigos da comunidade LBGTQIA+ e outros que já viveram experiências semelhantes".

"Enquanto as conversas sobre nossos corpos femininos continuarão rugindo, o que eu sei com certeza é que preciso manter minha paz interior, apesar do patriarcado e de todos os que dele participam, sejam eles homens e mulheres".

Autoestima