PUBLICIDADE

Topo

Moda

Com vestidos-desejo, Farm vende 3,5 milhões de peças e bate recorde de 2019

Vestido da coleção de verão da Farm - Divulgação
Vestido da coleção de verão da Farm Imagem: Divulgação

De Universa

28/01/2020 14h28Atualizada em 28/01/2020 14h28

A grife de roupas carioca Farm registrou em 2019 seu melhor ano desde que abriu a primeira loja, em 1999. O impulsionamento foi dado pela coleção de verão, que respondeu por 2,1 milhões de peças das 3,5 milhões de roupas que a empresa comercializou no ano passado.

"Fechamos o melhor ano da história da Farm", diz Marcello Bastos, diretor comercial da marca. Foi um ano de conquistas para a empresa, que lançou um e-commerce que entrega no mundo todo e abriu pontos de venda próprios nos Estados Unidos.

"Evoluímos muito em várias direções nos últimos 3 anos. O digital vem crescendo absurdamente e demos um salto de vendas no e-commerce da marca com a implementação do omnichannel (estratégia de venda entre vários canais). Hoje, o site lê e vende diretamente o estoque das nossas 72 lojas do Brasil."

Dentre as vendas da coleção de verão, os vestidos respondem por 8 dos 12 modelos mais vendidos pela Farm em 2019. "Não sei se creditamos esse sucesso a apenas um caminho. A expansão internacional também vem sendo um incrível vetor de crescimento e força de marca e vem inspirando muito positivamente o estilo no Brasil", diz Bastos.

A Farm aposta no mercado norte-americano, onde abriu no ano passado quatro lojas (duas fixas e duas temporárias), com peças que mantêm a estampa no DNA, mas apostam em decotes mais discretos e modelagens menos curvilíneas. Os Estados Unidos lideram o ranking de vendas de produtos da Farm fora do país. "Estamos com nossa estratégia de expansão a todo vapor", afirma o Bastos.

Sem estoque, a Farm fechou por três dias suas 72 lojas no país neste mês antes de lançar uma coleção, com inspiração circense. Além disso, no último sábado, a marca inaugurou a Casa Farm, espaço no Rio em sustetabilidade, bem-estar, arte e experiências.

Moda