PUBLICIDADE

Topo

Mulher com medida protetiva e irmã são mortas a facadas; ex é suspeito

Simone Machado

Colaboração para Universa, em São José do Rio Preto (SP)

27/01/2020 18h59

Duas irmãs, de 49 e 56 anos, foram mortas a golpes de faca na manhã de hoje, em Brotas, interior de São Paulo. O suspeito do crime é o ex-marido de uma delas. Ele tentou suicídio após ser encontrado pela polícia, mas foi socorrido e levado a um hospital da região.

De acordo com a Polícia Militar, Antônia Simonia Favoretto, 49, e Helena Favoretto, 56, estavam no sítio onde moravam, na zona rural da cidade, quando Celso Nicasso, 51, chegou. Ele surpreendeu as irmãs enquanto elas tiravam leite das vacas.

Segundo a ocorrência, Nicasso atacou primeiro a ex-mulher, Antônia, com golpes na barriga. Na tentativa de defender a irmã, Helena também foi esfaqueada. As mulheres morreram antes da chegada do Corpo de Bombeiros.

Helena Favoretto, 56, foi morta a facadas em Brotas (SP) com a irmã; suspeito é o ex-cunhado dela - Arquivo pessoal
Helena Favoretto, 56, foi morta a facadas em Brotas (SP) com a irmã; suspeito é o ex-cunhado dela
Imagem: Arquivo pessoal
Uma sobrinha das vitimas, que pediu para não ter o nome divulgado, disse a Universa que Antônia e o ex-marido foram casados por 30 anos e tiveram dois filhos, um de 27 anos e uma adolescente de 14. Foi a garota quem viu o pai cometendo o crime e pediu por ajuda, segundo ela.

"Ela viu tudo e gritou por ajuda. Meus tios moram no sitio ao lado e a casa é bem próxima. Eles foram correndo lá, mas as minhas tias já estavam feridas e não tivemos muito o que fazer", afirmou a sobrinha.

Medida protetiva

Segundo os familiares das vítimas, desde a separação, há cerca de seis meses, a mulher vinha sendo ameaçada pelo ex, que não aceitava o fim do relacionamento.

"Ele sempre foi agressivo e uma pessoa difícil de se conviver. Depois que ela terminou, ele passou a mandar mensagens ameaçando, inclusive para o celular dos filhos. Ele dizia que ia matar a minha tia e todos que tentassem interferir na relação", disse a sobrinha.

Antônia já havia denunciado o ex-marido e tinha medida protetiva contra ele. No sábado (25), Celso foi até o sítio e tentou agredir a ex-mulher, mas ela conseguiu pedir socorro e ele deixou o local correndo, segundo a parente.

"Minha tia Helena passou a ficar no sítio para não deixar a irmã sozinha devido às ameaças. Mas hoje ela estava de costas e não conseguiu ver que ele estava chegando e aconteceu essa tragédia."

Tentativa de fuga

Após o crime, o suspeito fugiu, mas foi encontrado escondido em um matagal a cerca de 50 metros de onde o crime ocorreu. Com a chegada dos policiais, ele tentou se matar, dando uma facada na própria barriga.

Ele foi socorrido e está internado no Hospital Santa Terezinha. O estado de saúde dele não foi informado pelo hospital. Após deixar o centro clínico, o suspeito será encaminhado para uma delegacia da região.

Os corpos das irmãs foram encaminhados para o IML (Instituto Médico Legal) de Rio Claro. O funeral está previsto para começar às 23h no velório Patrimônio. O enterro será amanhã.

Violência contra a mulher