PUBLICIDADE

Topo

Moda

Tyra Banks denuncia racismo, gordofobia e machismo na moda: "Terá vingança"

Reprodução/YouTube
Imagem: Reprodução/YouTube

De Universa, em São Paulo

23/01/2020 19h05

Tyra Banks publicou um vídeo denunciando os diversos preconceitos no universo da moda a fim de expressar sua frustração pela "hipocrisia na indústria".

Na gravação, a supermodelo, de 46 anos, diz estar pronta para assumir o compromisso de combater o racismo, sexismo e gordofobia - alguns dos discursos de ódio que já presenciou ao longo da carreira.

"Eu era muito magra, ou era muito gorda. Minha bunda era muito grande", relata. "Me diziam que a cor da minha pele ficava melhor no braço delas, quando era verão. Eu tive que misturar minhas próprias cores de maquiagem, porque se eu dependesse do que as pessoas escolhessem para mim, eu pareceria um palhaço cinza".

Tyra continuou dizendo: "Hoje eu sou sábia o suficiente para saber que minha beleza não é definida pelas pessoas. A beleza existe de todas as formas e tamanhos. Todas as cores e gêneros. Jovens e velhos, altos e baixos, magro ou gordo! A verdadeira beleza vive na terra".

"Enquanto você passar o resto da vida tentando convencer as pessoas de outra forma, nunca terá sucesso. Eu continuarei lutando contra a opressão que faz as pessoas se sentirem um lixo consigo mesmas", prometeu. "Ah, prepare-se - porque é hora da vingança", concluiu.

Moda