PUBLICIDADE

Topo

Mães e filhos

Lei de Nova York exige que banheiros públicos masculinos tenham berçário

Porta de banheiro público, aeroporto, ilustrativa - Getty Images/iStockphoto
Porta de banheiro público, aeroporto, ilustrativa Imagem: Getty Images/iStockphoto

Do UOL, em São Paulo

21/01/2020 16h28

Uma nova lei exige que todos os prédios de Nova York que tenham banheiros usados pelo público tenham mesas para trocar bebês.

A lei, que foi aprovada em abril de 2018 mas teve efeito apenas no início de 2020, é aplicada para restaurante, lojas, cinemas e também áreas públicas, como parques.

Pelo menos uma mesa deve estar disponível, tanto para homens quanto para mulheres, em cada andar de um prédio que seja acessado pelo público, segundo a lei.

A legislação ainda obriga que os responsáveis pelos edifícios usem placas para mostrar onde está localizado o berçário mais próximo.

"Os pais e cuidadores de crianças pequenas frequentemente lutam para encontrar um lugar seguro e higiênico para trocar a fralda de seus filhos", afirmou o governador Andrew Cuomo em comunicado.

"Além disso, quando as mesas de mudança estão disponíveis, elas estão desproporcionalmente disponíveis apenas nos banheiros femininos", acrescentou.

Segundo o Pew Research Center, os pais estão muito mais envolvidos com o cuidado de crianças do que há 50 anos.

A análise dos dados da American Time Use Survey de 2016 mostra que os pais relataram gastar cerca de oito horas por semana em cuidados com crianças — o triplo do tempo relatado em 1965.

Mães e filhos