PUBLICIDADE

Topo

Sexo

Vibrador é achado em metrô do Rio com camisinha, mas quando é preciso usar?

Vibrador em formato de baleia encontrado no Metrô Rio  - Divulgação/Metrô Rio
Vibrador em formato de baleia encontrado no Metrô Rio Imagem: Divulgação/Metrô Rio

Nathália Geraldo

De Universa

14/01/2020 04h00

Um vibrador em formato de baleia foi para a ala de 'achados e perdidos' do Metrô do Rio de Janeiro -o produto foi encontrado no dia 1º de janeiro, mas só agora foi disponibilizada a foto do modelo. Com o brinquedo erótico, segundo informou a empresa de transporte, também estavam alguns preservativos.

Universa foi pesquisar e apurou que o formato "baleia" é recomendado para o uso em casal — já que, entre outras formas, em relações heterossexuais ele permite estimular o pênis e o clitóris ao mesmo tempo.

Conversamos com a ginecologista Elis Nogueira de Fávaro e com a terapeuta sexual Thais Plaza para entender: é necessário colocar camisinha na hora de usar o vibrador? E como esse brinquedo 'baleia' pode ajudar a aumentar o prazer do homem e da mulher durante o sexo?

Vibrador de 'baleia' encontrado no RJ com camisinhas

O MetrôRio explica que o vibrador foi encontrado no chão do mezanino da estação Pavuna, e é a primeira vez que um brinquedinho erótico é esquecido por alguém por ali. Até agora, o dono do produto não foi buscá-lo — apesar de modelos parecidos com esse custarem cerca de R$ 400 em sex shops virtuais.

Além do esquecimento, outro fato que intriga é o brinquedo ter sido encontrado com camisinhas do lado. A ginecologista Elis diz que sim, em alguns casos é preciso lançar mão da camisinha para se divertir em segurança com o brinquedo. "Se a mulher vai usar individualmente, não precisa necessariamente colocar preservativo. Ela só precisará limpar bem, com água e sabão, após o uso", avalia.

Agora, se a ideia é que o brinquedo erótico seja compartilhado -com parceiro, parceira ou mais pessoas- a orientação é que ele seja protegido com um preservativo masculino, para que não se corra o risco de infecções com vírus e bactérias transmitidos sexualmente.

A terapeuta sexual Thais Plaza alerta, entretanto, que colocar camisinha no vibrador pode ser uma ação de cuidado com a saúde íntima, especialmente para quem gosta de estimular várias partes do corpo com o mesmo produto.

"Se a pessoa usa em mais de uma parte do corpo, coloca na vagina, e depois quer brincar com ele no ânus, por exemplo, precisa usar preservativo para diminuir chances de complicações de saúde". Nesse caso, é preciso lembrar que depois de usá-lo para estimulação anal, o vibrador não pode ser usado na vagina, sob o risco de provocar infecções.

Vibrador para casal: como funciona?

Getty Imaegs/iStock photo
Imagem: Getty Imaegs/iStock photo

O 'baleia' encontrado no metrô (e qualquer outro vibrador que tenha o formato "C") é recomendado para estímulo do homem e da mulher ao mesmo tempo. Uma das formas de colocá-lo dentro da transa é a mulher introduzi-lo no canal vaginal com o pênis -o que gera, ao mesmo tempo, a sensação de vibração no corpo do pênis do parceiro- enquanto a outra extremidade do brinquedo estimula o clitóris. O homem, sozinho, também pode colocá-lo no ânus e no períneo — o chamado "campinho" do corpo masculino.

Além da região genital, explica a terapeuta sexual, os vibradores podem ser uma ferramenta poderosa para que ambos desconectem o sexo apenas da penetração.

"Ele pode ser passado pelo corpo, para ativar as terminações nervosas. Na mulher, pode ser também na área externa à vagina, como a vulva, os lábios internos e externos. No homem, passar o brinquedo no corpo do pênis, em torno do ânus e no períneo também. E, para os que gostam, também podem fazer a introdução", diz.

Pegue seu vibrador de volta

O MetrôRio informa que quem perdeu ou esqueceu algum objeto nos trens ou nas estações do serviço entrar em contato por meio do site, ou também dirigir-se diretamente ao Espaço do Cliente, na estação Carioca, de segunda a sexta-feira, exceto feriados, das 8h às 17 horas para reaver o item.

Sexo