PUBLICIDADE

Topo

Príncipe Harry me defendeu de ofensas homofóbicas no exército, diz soldado

O soldado James Wharton relembra experiência com Príncipe Harry no exército - Reprodução
O soldado James Wharton relembra experiência com Príncipe Harry no exército Imagem: Reprodução

De Universa, em São Paulo

14/01/2020 09h14

Resumo da notícia

  • James Wharton disse que Príncipe Harry o defendeu de ataques homofóbicos
  • O soldado lutou sob o comando do Príncipe em 2008
  • "Ele ficou imediatamente indignado por mim", contou ele

Um ex-soldado britânico, James Wharton, contou em entrevista ao site Forces News sobre o momento em que o Príncipe Harry o defendeu de ofensas homofóbicas nas linhas de frente do exército.

Wharton lutou sob o comando de Harry em 2008. "Eu briguei com os soldados de um outro batalhão. Basicamente, eles não gostavam do fato de eu ser gay. Eles ficaram me empurrando, e faziam com que eu me sentisse desconfortável", comentou ele.

"Quando eu entrei no tanque com Harry, ele percebeu que eu estava estressado. Ele me perguntou o que tinha acontecido, e eu contei sobre os outros soldados me ofendendo", continuou.

"Ele ficou imediatamente indignado por mim. O Príncipe Harry saiu do tanque, procurou os soldados e falou com eles, e eu não tive mais problemas. Ele deu uma bronca e eles me deixaram em paz", completou.

Wharton ainda descreveu Harry como um "bom soldado". "Todos gostavam dele. Ele sabia fazer o seu trabalho, e estava sempre conversando para nos conhecer melhor. Ele não estava lá só para fazer cena", definiu.

Diversidade