PUBLICIDADE

Topo

Eleições nos EUA: Warren promete parar de prender mulheres trans com homens

A presidenciável americana Elizabeth Warren  - Mike Blake/Reuters
A presidenciável americana Elizabeth Warren Imagem: Mike Blake/Reuters

De Universa, em São Paulo

14/01/2020 11h39

A senadora Elizabeth Warren, uma das concorrentes à vaga para disputar a presidência dos Estados Unidos pelo partido democrata, prometeu impedir que mulheres transgênero fiquem presas no mesmo ambiente que homens, se eleita. "Nós temos que proteger todo o nosso povo", disse ela numa manifestação em Iowa, no último domingo (12).

Forte defensora dos direitos LGBTQ desde o início de sua campanha, Warren discursou: "Uma das coisas em que temos que pensar como nação - precisamos parar de colocar mulheres trans que são encarceradas em prisões com homens onde elas estão em risco. É nossa responsabilidade."

Ela classificou essa política de encarceramento do governo do republicano Donald Trump como "perigosa" e disse que é necessário garantir que todas as instalações atendam às necessidades das pessoas transgênero, incluindo cuidados médicos, como cirurgias relacionadas à transição durante a prisão.

Ao longo de sua campanha, Warren também se comprometeu a anular a medida de Trump que proíbe que pessoas trans sirvam nas forças armadas, permitir que homens gays e bissexuais doem sangue e a banir a "terapia de conversão" nos Estados Unidos.

"Todo mundo deveria poder ir à escola, trabalhar, obter assistência médica ou simplesmente andar pela rua sem medo de discriminação ou violência. Igual significa igual, ponto final."

Diversidade