PUBLICIDADE

Topo

Glamour Garcia explica escolha de seu nome e fala sobre preconceito

João Cotta/Globo
Imagem: João Cotta/Globo

De Universa, em São Paulo

10/01/2020 11h31

A atriz Glamour Garcia, que fez sucesso como Britney na novela "A Dona do Pedaço", da TV Globo, diz que a saída do anonimato foi tão repentina que, por um momento, enfrentou uma depressão.

"Eu perdi a minha privacidade, me tornei uma pessoa pública e tomei um susto gigantesco. Minha primeira reação foi uma depressão, porque antes conseguia fazer tudo normalmente, e de repente não conseguia mais. Com o tempo aprendi a me desdobrar no dia a dia, mas demorei meses a voltar a ir ao mercado tranquilamente, a comprar um pão. Quando digo 'tranquilamente', digo 'eu estar bem ao ponto de saber lidar com o público'", disse, em entrevista à "Quem".

Nascida no interior de São Paulo, na adolescência surgiu a alcunha "Glamour", quando ela criou um blog de fotos e resolveu adotar como nome. "Todo mundo achava que prejudicaria a minha carreira, que isso não era nome de artista. Mas este era, inconscientemente, um movimento pessoal de contemplação da minha vida, de viver literalmente a minha transexualidade. Só hoje percebo que de uma maneira muito intuitiva, já estava fazendo isso.

Sobre o preconceito, Glamour Garcia falou que a fama trouxe algumas chateações, como os "haters". O tempo, no entanto, ensinou a atriz a gerenciar este tipo de situação.

"A gente vive em um país que é machista, misógino, fetichista. Eu virei o prato cheio de tudo isso. A forma como algumas pessoas acessavam a mim, começou a ser pesado e forte demais. Claro que eu sei que a gente se torna um objeto. Eu sei disso, mas para mim aconteceu neste momento, quando vi que algumas pessoas não tinham respeito, mesmo. E até hoje, não tem. Mas hoje, já aprendi a lidar", completou.

Diversidade