PUBLICIDADE

Topo

Mulheres inspiradoras

Quem é a mulher que arrecadou milhões para combater incêndios na Austrália

Celeste Barber (foto) já recebeu doações de mais 1 milhão de pessoas para ajudar no combate aos incêndios na Austrália - Divulgação
Celeste Barber (foto) já recebeu doações de mais 1 milhão de pessoas para ajudar no combate aos incêndios na Austrália Imagem: Divulgação

Tatiana Schibuola

De Universa

09/01/2020 10h14

Até a publicação desta reportagem, a página de arrecadação de fundos da atriz e comediante australiana Celeste Barber no Facebook já havia alcançado os R$ 136.614.822 doados por 1.254.073 pessoas.

A vaquinha comandada pela comediante australiana é a maior já realizada no Facebook

O valor é o maior já arrecadado na ferramenta de campanhas disponibilizada pela rede social. O dinheiro será direcionado para um fundo dos bombeiros e brigadas rurais do estado de Nova Gales do Sul, no sudeste australiano. Celeste lançou o apelo aos doadores com uma foto da janela casa de sua sogra, moradora da costa sul de NSW, Joy Robin: um cenário tomado por fumaça e pelo reflexo avermelhado das chamas que tomavam conta do local.

MAS, AFINAL, QUEM É CELESTE BARBER?

@celestebarber é a dona de um dos perfis mais divertidos do Instagram. O feed dessa comediante australiana mostra uma sequência de paródias a modelos e atrizes famosas — especialmente as muito magras, muito bonitas, filmadas e fotografadas em posições e situações que fazem nenhum sentido para as mulheres, digamos, reais. Se Britney Spears paga de musa sensual rolando na areia da praia, Celeste também sabe fazer - só que na vez dela, uma onda a pega de surpresa e ela acaba sem a parte de cima do biquíni; enquanto a modelo Alexis Ren usa lingerie tamanho 0 para dançar o corpo esquálido ao som da melancólica Missing U, de Diana Ross, Celeste usa calçola-segura-barriga e sutiã de vovó e prova que anda muito mais feliz que Alexis; para imitar os trejeitos sexy da top brasileira Adriana Lima num comercial da Victoria's Secret, ela se contorce, sem muito jeito, sobre um sofá minúsculo da sua casa. A única coisa em comum entre as duas são as meias arrastão e o salto alto.

As paródias, em que essa comediante australiana assume o apelido de #AccidentalModel (modelo por acidente), nasceram como uma brincadeira entre ela e sua irmã. Hoje, são vistas por 6,6 milhões de seguidores e fizeram de Celeste uma celebridade maior que aquelas de quem ela costuma debochar.

Celeste repete a foto clássica de John Lennon e Yoko Ono com a atriz Jameela Jamil - Reprodução/inStyle
Celeste repete a foto clássica de John Lennon e Yoko Ono com a atriz Jameela Jamil
Imagem: Reprodução/inStyle

A popularidade lhe garantiu uma turnê nos Estados Unidos em que apresentou seu espetáculo de comédia stand-up, Challenge Accepted (Desafio Aceito), com casa cheia em diversas capitais americanas. Foi capa de revistas como a Vogue australiana e a InStyle norte-americana — nessa, ao lado da atriz e ativista de ascendência indiana e paquistanesa, Jameela Jamel. Na foto, as duas imitam a icônica imagem de Yoko Ono e John Lennon, com a chamada "As Subversivas".

Até mesmo a passarela da Semana de Moda de Nova York ela já frequentou. Em 2008, o estilista TomFord decidiu entrar na brincadeira de Celeste. Além de um convite para o seu desfile, ele gravou, com ela, uma paródia de sua própria campanha publicitária, em que dois modelos se beijam na boca e ficam todos sujos de batom. O resultado, que tem Celeste atacando Ford descontroladamente, é hilário. No feed dela, ainda tem muita zoação no backstage e no ensaio do desfile, que ela assistiu da primeira fila.

Em entrevista ao jornal inglês The Guardian, ela jurou que sua intenção, no início de suas postagens como "modelo acidental", nem pensava em mensagens positivas sobre autoimagem ou sobre feminismo. Mas, mesmo sem querer, seus posts são uma crítica feroz ao culto à imagem e às celebridades nos tempos das redes sociais - gente que faz de uma visita noturna à cozinha pra um leitinho um evento a ser compartilhado, um corpo magro e sarado a ser exibido, uma atitude que, o tempo todo, remete ao desejo e à sexualidade.

Na vida real de Celeste, que tem 37 anos, dois filhos pequenos e um tipo físico que passa longe do padrão das famosas, tudo acaba em pastelão: sensualizar 24horas por dia não funciona pra quem trabalha, tem filhos e adora petiscos e drinks. No final do dia, sempre sobra pro marido surfista objetificado, de gominhos na barriga. Ela nunca diz o nome dele, mas os fãs, o conhecem pela singela alcunha de #HotHusband (algo como "marido gostoso").

Celeste é a vitória de todas as mulheres que levam vidas reais num mundo de Giseles, Kardashians-Jenner, e Pugliesis. E, agora, uma heroína do meio-ambiente. O tipo de modelo que todas as mulheres querem ser.

Mulheres inspiradoras