PUBLICIDADE

Topo

Relacionamentos

Gwyneth Paltrow diz que sua vida sexual acabou após morar com o marido

Gwyneth Paltrow com o marido, o diretor Brad Falchuk - Reprodução/Instagram
Gwyneth Paltrow com o marido, o diretor Brad Falchuk Imagem: Reprodução/Instagram

De Universa

07/01/2020 13h14

Gwyneth Paltrow disse "sim" ao diretor Brad Falchuk em 2018 e passou os primeiros meses do casamento vivendo em casas separadas. Agora, em entrevista à Harper's Bazaar, ela voltou a defender a ideia e brincou dizendo que sua vida sexual "acabou" depois de se mudar para a casa do marido.

"Nossa vida sexual acabou", afirmou Paltrow. "Uma das minhas melhores amigas dizia: 'Esse é o meu sonho [viver em casas separadas]. Nunca se mude".

Ela continuou: "Eu acho que viver separados certamente ajuda a preservar o mistério e também preservar a ideia de que essa pessoa têm sua própria vida. Então, é isso que estou tentando manter à tona agora à medida que nos fundimos".

Na época, Paltrow disse que ela e o cineasta decidiram viver em casas separadas por conta dos filhos adolescentes.

Falchuk é pai de Isabella e Brody, nascidos durante o casamento com Suzanne Bukinik; Gwyneth é mãe de Apple e Moses, frutos do casamento com Martin.

A rotina funcionava assim: Falchuk passava apenas quatro noites na casa dela e, nos outros dias, ficava em sua própria residência. "Todos os meus amigos casados dizem que nosso jeito de viver é o ideal", contou, no início de 2019, e que essa divisão ajudou a manter o relacionamento saudável.

Relacionamentos