PUBLICIDADE

Topo

Ex-apresentadora da Fox acusa Trump de tentar convencê-la a beijá-lo

A apresentadora Courtney Friel, ex-âncora da Fox News  - Michael Bezjian/WireImage
A apresentadora Courtney Friel, ex-âncora da Fox News Imagem: Michael Bezjian/WireImage

De Universa, em São Paulo

03/01/2020 21h41

A apresentadora Courtney Friel, ex-âncora da Fox News, afirma em seu novo livro que o presidente dos EUA, Donald Trump, já tentou convencê-la a beijá-lo em meio a uma conversa telefônica entre os dois. O relato foi publicado pelo jornal The New York Daily News.

O contato entre os dois foi em 2010 após a apresentadora manifestar interesse em ser uma das juradas do concurso de beleza Miss USA, então promovido por Trump. O empresário teria dito, enquanto a entrevistava: "Você deveria vir até o meu escritório para nos beijarmos".

No livro, Friel alega ter lembrado a ele que os dois eram casados antes de desligar o telefonema.

"A proposta tornou difícil para mim relatar a situação quando ele decidiu concorrer à presidência", afirmou ela, segundo o jornal. "Me enfureceu ele chamar todas as mulheres que o acusaram de assédio de mentirosas. Acredito nelas", continuou.

Ao divulgar a matéria do jornal, a apresentadora ainda citou, em seu Twitter, que o antigo colega de Fox, Rick Folbaum, estava ao seu lado no momento em que ela conversou com Trump ao telefone.

O jornal procurou a Casa Branca, mas não obteve comentários. O presidente foi acusado de assediar ao menos 26 mulheres, incluindo menores de idade, desde os anos 1990.

Violência contra a mulher