PUBLICIDADE

Topo

Jovem relata ataque homofóbico contra ela e sua namorada na Rússia

Jovens russas sofrem ataque homofóbico em Saint Petersburg - Instagram/@alina__rosso
Jovens russas sofrem ataque homofóbico em Saint Petersburg Imagem: Instagram/@alina__rosso

De Universa

14/12/2019 13h08

"Tínhamos acabado de sair quando sete russos, entre 16 e 20 anos, começaram a nos cercar. Diziam as frases: 'Vocês são lésbicas? Você tem um pau? Tire suas calças, mostre'", escreveu a adolescente Alina Rosso em seu Instagram. Ela e a namorada, identificada como Ekaterina Lyskh, de 18 anos, foram agredidas no último dia 9 de dezembro, em Saint Petersburg, na Russia. Ao jornal russo Paper, Alina disse que a aparência de Ekaterina pode ter chamado atenção dos agressores. A Russia tem constitucionalmente leis classificadas como antigays.

Ainda em sua rede social, Alina segue contando que mesmo tentando ignorar o grupo, saindo de perto dos homens, foram perseguidas e atingidas por eles nas pernas, para que perdessem o equilíbrio. "Ninguém caiu, mas começaram a nos cercar novamente. Vimos uma cafeteria e fomos para lá. Imediatamente pedi que chamassem os guardas, mas nos ignoraram", ela descreve.

A jovem fala que uma das amigas que estavam com o casal tentou usar um spray de pimenta contra os agressores, e acabou sendo atacada com um golpe na boca. Ekaterina tentou reagir, e recebeu chutes e tapas no rosto, até ficar inconsciente.

"Depois de 5 minutos, ela perdeu a memória e ainda não consigo lembrar o que aconteceu com ela naquele café", diz.

Ekaterina teve uma concussão, uma lesão no cérebro, e levou pontos no lábio. As duas jovens se recuperam em casa.

"Há muito ódio e ameaças no momento, mas prometemos a nós mesmos. Iremos até o fim para que isso não aconteça. Exigimos justiça neste mundo!", desabafa Alina.

Diversidade