Topo

Moda

Karl Lagerfeld e bolsa Chanel de R$ 30 mil já fizeram Kim Kardashian chorar

Kim Kardashian posou para ensaio com Karl Lagerfeld em 2003 - Getty Images
Kim Kardashian posou para ensaio com Karl Lagerfeld em 2003 Imagem: Getty Images

De Universa

02/12/2019 12h11

Kim Kardashian pode ser um dos nomes mais importantes da moda atualmente — a empresária dona de uma grife de beleza influencia diariamente pelo menos 153 milhões de pessoas que a seguem no Instagram — mas já sofreu duras críticas de outro gigante do segmento: Karl Lagerfeld, diretor criativo da Chanel morto em fevereiro.

À New York Magazine, Kardashain revelou que o estilista a fez chorar durante uma sessão de fotos com Lagerfeld e Riccardo Tisci (atual diretor criativo da Burberry), em 2003. O motivo? Se encantou mais por sua mãe, Kris Jenner, do que pela modelo, então com 23 anos.

Um dos momentos mais esperados de uma sessão de fotos em Lagerfeld era ao final, quando o estilista presenteava suas modelos com uma bolsa feta por ele. Kim lembra que passou toda a viagem a Paris conversando com suas irmãs Khloé e Kourtney, que estavam ansiosas para saber com qual modelo Kim seria presenteada.

Durante o ensaio, no entanto, Kris Jenner apareceu para cumprimentar o estilista usando um look completo da Chanel, criado nos anos 1980.

"Foi um caso de amor como eu nunca vi antes", lembra Kim. "Karl parou as filmagens, foi até ela e disse: 'Oh meu Deus, você é a mãe dela? Lembro-me desta jaqueta! Lembro-me dessas luvas! Eu fiz aqueles brincos!'".

A milionária hoje com 37 anos conta que mandou uma mensagem às irmãs dizendo que a mãe delas havia "roubado seu brilho".

A cereja no bolo foi que, ao final do ensaio de fotos, Karl Lagerfeld deu a bolsa da Chanel para... Kris Jenner.

"Eu vi ele chegando com uma sacola e pensei 'Meu Deus, a bolsa chegou, vou amar isso para sempre e quando ficar grávida vou dá-la para minha filha'", lembra. "Então ele disse:'Kim, essa foi a melhor filmagem, muito obrigado, mas Kris, aqui está uma sacola para você', e ele deu a sacola para a minha mãe".

A peça presenteada na época foi a bolsa da Chanel em forma de Lego, avaliada em 8 mil libras (mais de 30 mil reais). Esta versão, no entanto, era uma amostra com cristais Swarovski, edição limitada que nunca chegou às lojas.

"Então eu fui ao banheiro e comecei a chorar. Na época fiquei tipo, 'ela roubou minha vida, ela roubou meu dia inteiro hoje'", conta.

Moda