Topo

Relacionamentos

Separação: o que dizer aos filhos quando o casamento acaba?

Devo dizer ao meu filho o motivo verdadeiro do nosso término?  - Getty Images/iStockphoto
Devo dizer ao meu filho o motivo verdadeiro do nosso término? Imagem: Getty Images/iStockphoto

Marcos Candido

De Universa

28/11/2019 04h00

O casamento acabou. Os dois dividiram as coisas da casa. A papelada do divórcio está preparada. Difícil, claro. Só que o filho pequeno de vocês ainda está querendo respostas.

É preciso dizer o motivo real da separação? E se houve traição? Ou um relacionamento abusivo? Universa consultou especialistas em relacionamentos e psicológicos para tentar desvendar esse dilema amoroso tão cheio de perguntas e com tão poucas respostas.

Vamos lá. Será que seu filho de 11 anos, por exemplo, precisa saber que o pai tinha outra namorada? Ou outras? Para o terapeuta comportamental Giovani de Capri, o conselho é não despejar um monte de sofrimento no colo da criança.

Melhor contar? Talvez não.

Consultamos terapeutas de casal que chegaram a um consenso: não é preciso entrar em tantos detalhes com o filho ainda na infância ou adolescência sobre o motivo da separação. Especialmente quando envolve traição ou violência física.

Se você foi vítima de violência doméstica, busque ajuda para você e seus filhos.

Mesmo em um momento tão delicado, é bom deixá-lo seguro de que tudo irá se dar certo, mostrar os próximos passos e tentar deixar claro que é normal: casais nem sempre duram para toda a eternidade.

Combine antes o que vai falar e fazer. Não lave roupa suja na frente da criança, tá ok?  - Getty Images/iStockphoto
Combine antes o que vai falar e fazer. Não lave roupa suja na frente da criança, tá ok?
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Ok, você quer contar detalhes. O que fazer?

"Normalmente, quando se separam, pai ou mãe desejam desconstruir a figura do ex-parceiro diante dos filhos. Além de ser ilegal, por ser classificado como alienação parental, isso cria uma dificuldade dos filhos em se relacionar bem com os dois, tendo que a todo momento tomar partido de alguém", explica. "Uma dica é dizer que existe ex-marido e ex-esposa, mas que nunca haverá ex pai ou mãe", diz. E isso acontece.

Como fazer?

Combine antes com o ex a maneira como o assunto será abordado. É importante que vocês mantenham a calma e façam um ensaio sobre o que vão falar ao filho antes de tocar no assunto.

"Os pais precisam concordar com o que vão compartilhar. Se cada diz uma coisa, a situação complica ainda mais na cabeça do filho", aconselha a coach de relacionamentos Miria Kutcher.

A criança não é boba e vai notar se você estiver mentindo. Então use algumas táticas para falar a verdade:

"O ideal é falar de forma mais amena, os dois juntos, mas é preciso conversar antes para decidir o que será falado, e como, para que não acabe em discussão e lavação de roupa na frente dos filhos", acrescenta a psicóloga Renata de Azevedo, especialista em relacionamentos.

Não ataque o ex

"Contar a verdade é uma atitude positiva, mas não precisa vir com todo peso das emoções. Se não há como controlar a sensação, é mais fácil falar menos dos sentimentos e mais dos fatos. Isso já ajuda", explica Suely Buriasco, especialista em mediação de conflitos.

"O que não é concebível é querer fazer do filho o confidente, muito menos querer que ele tome qualquer partido", conclui.

Você contaria o motivo real da serapação ao seu filho?

Resultado parcial

Total de 616 votos
45,62%
54,38%
Total de 616 votos

Relacionamentos