Topo

Rádio de SC recusa tocar Pabllo Vittar: "Não sabemos se é homem ou mulher"

Pabllo Vittar - Clayton Felizardo/Brazil News
Pabllo Vittar Imagem: Clayton Felizardo/Brazil News

De Universa

14/11/2019 13h13

Ouvintes da cidade de Papanduva, em Santa Catarina, estão acusando a rádio Super FM de homofobia porque o veículo teria se recusado mais de uma vez a tocar músicas da cantora Pabllo Vittar.

No Twitter, o ouvinte Sérgio Santos publicou imagens que mostram a suposta conversa entre ele e o telefone da rádio. Depois de dizer que não toca Pabllo, o veículo é questionado e justifica a decisão dizendo que "não sabemos se ele é homem ou mulher".

Em outra conversa, após negar o pedido pela canção Parabéns, a rádio é questionada: "Não tem música pop na programação?". Mas responde: "Tem música [pop], mas não essas coisas aí".

Após a denúncia, diversos ouvintes começaram a pedir a música ao mesmo tempo, até que a rádio acabou cedendo e colocou a voz de Pabllo no ar.

"Daqui a pouco você ouve na Super FM a mais pedida do dia: Parabéns, da Pabllo Vittar", escreveu a rádio, no Facebook, horas depois — ação que foi comemorada no Twitter.

Procurada, a Super FM não se manifestou até a publicação da reportagem.

Em entrevista à Vogue na tarde de hoje, a artista maranhense disse que fica triste com a situação, mas ainda mais incomodada com as mensagens homofóbicas que os fãs recebem ao pedir suas músicas.

"São mensagens sem respeito nenhum, espero que as pessoas se conscientizem e olhem para nós artistas LGBTQ+ como pessoas de verdade, não só como pessoas nichadas", disse.

Essa não é a primeira vez que uma estação se recusa a tocar músicas da cantora, que é drag queen e faz enorme sucesso fora do Brasil — só neste ano, Pabllo se apresentou nas Parada LGBT de Nova York, de Los Angeles e de Orlando, todas nos Estados Unidos.

Em setembro, um locutor da rádio Panorama, de Itapejara D'oeste (PR), disse a um ouvinte que não tocava Pabllo Vittar desde que descobriu "a forma como ele se apresentava".

"Uma vez eu até toquei aqui o tal do Pabllo Vittar, mas aí eu comecei a prestar atenção, por eu não conhecia, né? Depois que eu descobri a forma ele se apresentava, aí não rolou mais", disse, no ar.

Diversidade