Topo

Relacionamentos

Namorar alguém após trauma, como Keanu: "É preciso tempo", diz psicóloga

Keanu Reeves e Alexandra Grant de mãos dadas em evento em LA - Getty Images
Keanu Reeves e Alexandra Grant de mãos dadas em evento em LA Imagem: Getty Images

Nathália Geraldo

De Universa

06/11/2019 04h00

A internet está feliz demais. O ator Keanu Reeves, que virou o crush de muita gente nas redes sociais por seu jeito divertido e por seu talento, está namorando. Keanu apareceu de mãos dadas com a artista plástica Alexandra Grant, em um evento de gala promovido pela Gucci, em Los Angeles (EUA).

Acontece que Keanu não revelava publicamente um relacionamento amoroso há muitos anos. Dois fatos aconteceram em sua vida, há pouco menos de duas décadas, que podem ter o deixado em um "congelamento emocional", termo usado pela psicóloga e terapeuta de casais Márcia Neumann, especialista em traumas, consultada por Universa.

Em 1999, ele namorava a atriz Jennifer Syme, e o casal esperava a primeira filha. A criança nasceu sem vida. Com o luto, o namoro terminou e os dois continuaram amigos. Em 2001, Jennifer também faleceu, em um acidente de carro.

O histórico de Keanu Reeves levanta uma questão comum a quem sofreu um trauma, como uma perda, e quer seguir em frente: como voltar a se relacionar com alguém após um baque tão forte?

Relacionamento depois de um trauma

As experiências amorosas que temos ao longo da vida podem estar carregadas de emoções e traumas que vivemos. Márcia Neumann garante que quem vive um trauma — como a morte de um parceiro, como aconteceu com Keanu Reeves — precisa de tempo para se abrir para o amor novamente.

"Perdas são forma de trauma que impactam muito. Então, a pessoa pode ter um congelamento emocional, e precisar de um tratamento específico para isso", pontua. "O trauma também pode ser um assalto ou qualquer outra situação. De fato, ela vai precisar de um tempo para se abrir para novas relações, não só amorosas".

Enquanto isso, explica a psicóloga, a pessoa que está traumatizada precisa ser acolhida por quem está por perto. "Aos poucos, vai ter seu tempo abrir as portas para vida. A dica é ter pessoas próximas para fazer esse treinamento de vida social, quem te respeite e te acolhe".

"Nunca mais vai se relacionar?" e o que não dizer

Depois de passar por um problema ou tristeza — uma traição também pode ser motivo para não se acreditar mais nos relacionamentos — de acordo com Márcia, familiares e amigos devem servir de estímulos para que a pessoa consiga seguir a vida e se recompor.

"Quem está no entorno precisa estimular, levar para passear, para um café. E dizer coisas como: 'mas você nunca mais vai se relacionar? Você não vai conhecer ninguém?' não cabe".

Conheci uma pessoa. Como lidar?

Quem está vivendo um novo relacionamento pós-trauma também deve praticar o exercício de respeitar seu próprio tempo para conseguir uma relação saudável.

"Quando se relacionar com outra pessoa, deve-se falar o que aconteceu, mesmo que não em detalhes. O outro precisa entender, porque se os dois têm vontade de estar juntos, a intimidade [de contar isso] acaba proporcionando mais conforto dentro da relação", diz Márcia. "E é entender que existe esperança e que tudo se renova".

Com Keanu e Alexandra

De acordo com o El País, Alexandra tem 46 anos e se formou na Swarthmore College, uma universidade da Filadélfia (EUA) especializada em arte. Durante a infância e adolescência, passou longos períodos no México, na França e na Espanha. Hoje, tem seu trabalho exposto em museus e galerias de diferentes países.

Também de acordo com o veículo espanhol, os dois já foram vistos juntos em outras ocasiões, uma vez que são conhecidos há pelo menos uma década. Eles até já trabalharam juntos: nos livros Ode to Happiness e Shadows, o ator foi responsável pelos textos, enquanto a artista criou as ilustrações. Apesar da relação próxima, os dois eram tidos apenas como amigos até o momento.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Relacionamentos