Topo

Candidato: Países homofóbicos "terão que lidar" com presidente gay nos EUA

O prefeito da cidade de South Bend, em Indiana, Pete Buttigieg, pode ser o primeiro presidente abertamente gay da história dos EUA - 	DEREK HENKLE/AFP
O prefeito da cidade de South Bend, em Indiana, Pete Buttigieg, pode ser o primeiro presidente abertamente gay da história dos EUA Imagem: DEREK HENKLE/AFP

De Universa, em São Paulo

04/11/2019 12h39

Pete Buttigieg, prefeito que concorre à candidatura democrata para a presidência dos EUA, disse que países e líderes políticos homofóbicos "terão que lidar" com um homem gay na Casa Branca caso ele ganhe a eleição.

Buttigieg deu a declaração durante sessão de perguntas e respostas com eleitores em uma escola em Decorah, cidade do estado de Iowa. Um dos votantes quis saber como o candidato lidaria com países como Rússia e Arábia Saudita, "onde é ilegal ser gay", caso fosse presidente.

"Bom, eles terão que se acostumar", respondeu o prefeito da cidade de South Bend, que é casado desde 2018 com Chasten Buttigieg. A fala foi recebida com aplausos pelo público.

"Uma coisa incrível sobre os EUA é que, quando estamos em nosso melhor, podemos desafiar outros lugares do mundo a reconhecer a liberdade, e incluir mais pessoas de formas diferentes", comentou a seguir.

Confira vídeo do momento:

Diversidade