Topo

Mães e filhos

"Culpa é mais um fardo para a mãe carregar", diz Isis Valverde

Presente no Baile da Brunxa, Isis Valverde disse que vai mostrar para filho a importância de se respeitar as diferenças - Divulgação
Presente no Baile da Brunxa, Isis Valverde disse que vai mostrar para filho a importância de se respeitar as diferenças Imagem: Divulgação

Carol Martins

Colaboração para Universa, em São Paulo

01/11/2019 09h17

Mãe de um menino, Isis Valverde descartou a premissa de que mãe, não só em tempos remotos, mas ainda atuais, seria responsável e culpada por criar filhos homens machistas.

"Primeiro a culpa tem que ser isentada da mãe, porque já é muita coisa em cima de uma mulher e a culpa é mais um fardo para ela carregar. A mãe não pode pensar nessa palavra, essa palavra é muito forte, principalmente para aquela que trabalha, que já é uma culpa diária, e essa é uma palavra que tem que ser eliminada do dicionário da mãe", disse a atriz, mãe de Rael, de 1 ano, e uma das embaixadoras do Baile da Bruxa, idealizado pelas revistas "Marie Claire" e "Quem", no Four Seasons Hotel São Paulo.

Isis é adepta da desconstrução de comportamentos misóginos e a favor de reflexões sobre uma nova educação.

"Tanto o homem quanto a mulher têm que ser instruídos sobre essa igualdade e sobre essa busca que estamos, porque muitas vezes até uma mulher é mais machista que um homem", disse a mulher do empresario e surfista André Resende, que pretende passar seus ideais a Rael.

"Vou tentar dar o melhor de mim, me esforçar para mostrar para o meu filho que as pessoas são iguais, temos que respeitar as diferenças, ser mais honestos que o outro e isso é muito difícil".

Com carreira sólida nas artes cênicas e apaixonada pela sétima arte, por mais que Isis saiba o caminho das pedras, a atriz não deseja que o filho siga seus passos contra sua vontade.

"Prefiro que ele escolha. Essa coisa de colocar em cima da criança expectativa de ser algo é muito pesada. Eu decidi atuar por vontade própria. Minha mãe nunca me forçou a isso e eu vejo pessoas forçadas, frustradas. Não quero isso para o meu filho".

Mães e filhos