Topo

Grupos à esquerda articulam eleição para conselho de mulheres neste domingo

Mulheres nas urnas podem resolver a eleição esse ano - iStock
Mulheres nas urnas podem resolver a eleição esse ano Imagem: iStock

Marcos Candido

De Universa

24/10/2019 04h01

As eleitoras de São Paulo vão eleger as mulheres que vão representá-las nos próximos dois anos quando o assunto for a vida das mulheres no município. A eleição para o Conselho Municipal de Políticas para Mulheres de São Paulo acontece no próximo domingo (27). Apenas mulheres cisgênero ou transexuais têm direito a voto.

Serão eleitas 15 representantes de entidades, organizações e movimentos sociais, além de 10 representantes individuais.

As conselheiras eleitas não são remuneradas, mas devem organizar projetos relacionados às mulheres em parceria com a prefeitura. Elas podem propor ações ao governo municipal, fiscalizar programas já em andamento e estimular a participação feminina na administração da cidade.

Articulação feminista

Similar às eleições para eleger novos conselheiros tutelares, grupos em defesa dos direitos das mulheres articularam candidaturas de grupos e candidatas ligadas a movimentos sociais à esquerda para disputar o cargo. Mas, diferentemente do último pleito, a eleição para o conselho de mulheres conta com predominância de grupos feministas e de moradia, como a Rede Feminista de Juristas e o MDM (Movimento pelo Direito à Moradia).

Como votar

Para votar é preciso levar o título de eleitor e o documento de identidade. Serão 19 pontos para voto em São Paulo, concentrados nas subprefeituras e repartições pertencentes à prefeitura. Mulheres transexuais também precisam apresentar uma declaração de gênero.

Direitos da mulher