Topo

Autoestima


Tiê fala sobre vitiligo: "Sofri muito, mas decidi chamar de 'nem te ligo'"

A cantora Tiê no Encontro - Reprodução/Globo
A cantora Tiê no Encontro Imagem: Reprodução/Globo

De Universa

23/09/2019 12h32

Atração musical do "Encontro com Fátima Bernardes" de hoje, a cantora Tiê falou sobre sua relação com o vitiligo, condição que causa perda da pigmentação e gera manchas mais claras na pele.

"Já sofri muito por causa do vitiligo. Tenho desde os 11 anos, na época não tinha rede social [para compartilhar experiências], mas eu passei a lidar de outra forma quando resolvi mudar o nome e chamar de 'nem te ligo'", contou à apresentadora, aos 39 anos.

Tiê disse que a autoaceitação foi um longo processo, mas que hoje muitas vezes dispensa a maquiagem, item do qual foi refém por muitos anos.

"Hoje eu estou maquiada porque vim na Fátima, mas no geral eu só passo um rímel e faço questão de deixar minhas manchas aparecerem", conta. "Também passo protetor solar porque a gente tem que se proteger. É uma pele sensível, sem melanina".

A cantora contou, ainda, que percebe mudanças em suas manchas de acordo com seu estado emocional: quando está mais cansada, por exemplo, as macas ficam mais evidentes.

À "Marie Claire", no ano passado, ela contou que começou a notar as primeiras manchas aos 11 anos, depois de sofrer abuso sexual de uma pessoa próxima da família.

"Há quem diga que o vitiligo não é apenas sobre um gatilho emocional, mas comigo foi. A mancha veio exatamente depois do que me aconteceu", contou.

Mais Autoestima