Topo

Grávida morre em banheiro de hospital, e família diz que houve negligência

Tatiane da Silva já havia passado da 40ª semana de gravidez - Reprodução/TV Record
Tatiane da Silva já havia passado da 40ª semana de gravidez Imagem: Reprodução/TV Record

Colaboração para Universa, em São Paulo

16/09/2019 16h01Atualizada em 16/09/2019 18h47

Uma mulher grávida morreu no banheiro de um hospital na zona leste de São Paulo. O caso aconteceu no último sábado (14) no Hospital Santo Antonio, segundo informações da TV Record. A família acusa a equipe médica de negligência.

A vítima, Tatiane da Silva, já havia passado das 40ª semana de gravidez e deu entrada no hospital para fazer o parto na quarta-feira (11), mas passou mal. De acordo com a família, mesmo após pedir diversas vezes para que fosse feita uma cesárea, a equipe médica teria dito que deveriam esperar pelo parto normal.

Enquanto esperavam pelo método normal, as enfermeiras teriam aconselhado a gestante a tomar um banho, mas ela morreu no banheiro, segundo a família. Uma cesárea foi feita às pressas para retirada do bebê. A criança foi encaminhada à UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e passa bem.

A Beneficência Portuguesa, que administra a unidade de saúde, enviou a seguinte nota à redação:

A BP - A Beneficência Portuguesa de São Paulo lamenta profundamente o ocorrido e esclarece que já fez contato com a família da senhora Tatiane Lourenço da Silva, respeitando as diretrizes legais, para disponibilizar o prontuário médico (documento que registra todas as informações sobre a assistência prestada a paciente).

No entanto, em respeito à ética e ao sigilo médico, a instituição não comenta publicamente qualquer caso envolvendo clientes de seus serviços de saúde. A BP continua à disposição dos familiares da paciente para esclarecer qualquer dúvida.

Ressaltamos ainda que a BP é um polo de saúde de excelência reconhecido nacionalmente, que cumpre rigorosamente todas as diretrizes médicas, prestando serviço de alta qualidade, confiabilidade, competência técnica e atendimento humanizado para todos os públicos que atende.

Mais Violência contra a mulher