Topo

Estudo mostra que 1 em cada 16 jovens foram forçadas a fazer sexo nos EUA

iStock
Imagem: iStock

De Universa

16/09/2019 19h27

Um estudo realizado nos Estados Unidos mostrou que 1 em cada 16 jovens foram forçadas ou coagidas a fazer sexo em sua primeira relação sexual.

Quase 7% das mulheres disseram que suas primeiras experiências sexuais foram involuntárias. A média tinha 15 anos, enquanto o parceiro normalmente era mais velho. Mais da metade destas mulheres disseram que foram pressionadas verbalmente a fazer sexo contra sua vontade.

"Qualquer encontro (com penetração) que acontece contra a vontade de alguém é estupro. Caso alguém seja verbalmente pressionado a fazer sexo, é tanto quanto estupro", disse Laura Hawks, responsável pela pesquisa.

Nos anos seguintes, mulheres que se sentiram impactadas pelas experiências sexuais forçadas tiveram mais parceiros sexuais, gravidez indesejada e abortos, além de outros problemas como dor pélvica e menstruação irregular.

"Experimentar estupro no primeiro encontro sexual é uma perda extrema de autonomia sobre a sexualidade", disse Hawks. Ela disse que não é surpreendente que isso possa levar a problemas mentais e físicos posteriores, dados outros estudos sobre os efeitos duradouros do trauma.

Mais Violência contra a mulher