Topo

Violência contra a mulher


Ex-BBB Jake Leal revela relacionamento abusivo: "me chamava de porpeta"

A ex-BBB Jake Leal - Reprodução/Facebook
A ex-BBB Jake Leal Imagem: Reprodução/Facebook

Do UOL, em São Paulo

09/09/2019 15h47

Jake Leal, dançarina conhecida por participar do Big Brother Brasil 12, revelou à revista Quem que saiu recentemente de um relacionamento abusivo, e relatou como terapia e aulas de jiu-jítsu a ajudaram a superar a experiência.

Leal não quis revelar nomes à imprensa, mas narrou os abusos sofridos nas mãos de um namorado, com quem terminou entre abril e maio. "Ele me sufocava, batia minha cabeça na parede, me arrastava pelo cabelo. Quando eu falava que iria chamar a polícia, ele ameaçava se matar", afirmou.

"Ele chegou a cortar a tela de proteção da janela do apartamento e dizia que iria se jogar", disse ainda. "Ele disse que eu não conseguiria ser cantora, atriz e dançarina. Quando ele me disse isso, acabou para mim. Não poderia mais conviver com uma pessoa que me colocava tão para baixo".

Trajetória conturbada

Leal ainda disse que a relação andou muito rápido em seu início. "Nos conhecemos na festa do MC Bin Laden em 31 de outubro do ano passado, e na semana seguinte ele já estava morando em casa. Eu o sustentava. Pagava todas as contas de casa", contou.

"Nas festas, ele bebia e quando voltava para casa me agredia. Todo mundo do prédio já sabia. No dia em que precisei pedir ajuda ao porteiro porque não queria que ele ficasse mais uma noite em casa, o porteiro disse que ele e outros moradores já ouviam as gritarias", comentou ainda.

A pressão psicológica dentro do relacionamento também era constante, com críticas ao físico da dançarina e restrições profissionais. "Por um tempo, não aceitava trabalhos porque ele não queria. Ele também não queria que eu treinasse com meu personal. Depois de me fazer encerrar minha parceria com meu personal, ele criticava o meu físico. Ele pegava na minha banha e falava que eu era flácida, [...] me chamava de porpeta", contou.

O fim do namoro deixou Leal no prejuízo. "Fiquei no vermelho. Ele pegou o cartão da minha conta poupança, com a minha autorização, e gastou demais, sem que eu soubesse. Tinha 45 mil de economias e, depois, a conta ficou com 700 reais", lamentou.

Superação

A ex-BBB ainda sente as sequelas da experiência com o ex-namorado, mas diz que a terapia e as aulas de jiu-jítsu ajudaram na sua recuperação. "Eu me sinto mais capaz para retomar a minha vida. [...] Além da terapia e da meditação, também encontrei no jiu-jítsu uma forma de me superar e extravasar", disse.

Leal contou, no entanto, que inicialmente "exagerou na dose" em sua dedicação à arte marcial. "Treinava três vezes por dia e acabei lesionando meu joelho e coluna. Sinto que desde a segunda quinzena de agosto, melhorei. Estava deixando a vida me levar", analisou.

A dançarina ainda comentou o quanto as redes sociais podem ser "enganosas". "Ninguém imaginava o que eu estava vivendo. Estava sofrendo para c****e. A gente usa máscaras nas redes sociais, ainda uso", afirmou,