Topo

Caminhoneira que dividia banheiro com homens ganha R$ 5 mil em processo

Caminhões em estacionamento - Michaela Rehle/Reuters
Caminhões em estacionamento Imagem: Michaela Rehle/Reuters

De Universa, em São Paulo

09/09/2019 12h30

Uma motorista de caminhão que foi obrigada por seus empregadores a dividir banheiro e vestiário com colegas do sexo masculino receberá indenização de R$ 5 mil após vitória em processo julgado pelo Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região, em Porto Alegre (RS).

O relator do caso, o juiz Roberto Antonio Carvalho Zonta, frisou que o caso foi vencido pela funcionária porque ela foi capaz de provar que o compartilhamento de banheiro e vestiário gerou um constrangimento concreto.

A caminhoneira e seus advogados levaram uma perícia ao local de trabalho, confirmando assim que o banheiro ficava destrancado enquanto ela o usava, o que significava que seus colegas do sexo masculino podiam entrar em qualquer momento.

O juiz Maurício Schmidt Bastos, da 2ª Vara do Trabalho de Porto Alegre, proferiu a decisão em primeira instância, enquanto a 6ª Turma do TRT-4 confirmou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Direitos da mulher