Topo

Inspira

Ideias para uma vida mais plena


Erika Januza: "Achava que meu cabelo fosse minha feminilidade"

Erika Januza de cabelo curtinho - Reprodução/Instagram
Erika Januza de cabelo curtinho Imagem: Reprodução/Instagram

Carol Martins

Colaboração para Universa

07/09/2019 19h35

Há vinte dias com o novo visual, Erika Januza diz ter se tornado uma nova mulher após deixar para trás os cabelos compridos. "Comecei a admirar outras mulheres. Abrir o pensamento para outras possibilidades. É uma renovação de imagens e conceitos", disse a atriz no estande da Salon Line, da Beauty Fair 2019, no Expo Center Norte, em São Paulo.

"Aqui, a gente ainda tem a cultura de que ter cabelo comprido é ter cabelo bonito, ser feminina", falou. "Achava que meu cabelo era a minha feminilidade, e isso caiu por terra, literalmente. A feminilidade está em outras coisas. Em um brinco, uma maquiagem. Estou me sentindo mais alta, parece que todas as roupas que eu coloco caem melhor. É maravilhoso! É prático. É vida!"

A sensualidade também chegou a ser uma questão para a atriz. "Achava que a sensualidade também estava no cabelo. Agora sou eu comigo mesma. Vai no carão. Segura agora!"

Apesar da mudança de pensamento, passar a tesoura nas madeixas não foi fácil. "Por muito tempo, o meu cabelo foi meu escudo. Mas descobri que a minha proteção está dentro de mim", disse. "Eu tinha muita resistência, medo da tesoura. Um dia antes de cortar, dei uma chorada. Primeiro foi a transição [para o cabelo natural], agora o corte. É uma mudança de dentro para fora."

Erika revela que achou que precisaria preparar o novo namorado, Victor Evangelista, para a mudança que estava por vir. "Ele disse que gosta de mim de qualquer jeito. Estava mais ansioso do que eu. E eu com aquele pensamento de que homem gosta de mulher com cabelão."

Mais Inspira