Topo

Tatuador viraliza maquiando esposa tetraplégica: "momento para diverti-la"

Marina Lang

Colaboração para Universa, no Rio

02/09/2019 19h01

Um tatuador de Senador Canedo (região metropolitana de Goiânia) fez sucesso nas redes sociais após postar um vídeo maquiando a sua mulher, Danielly Narew, 24, que ficou tetraplégica no ano passado, após se submeter a uma cirurgia para extrair um tumor no sistema nervoso. O vídeo, que foi postado no começo de julho, já tem quase 30 mil visualizações no Instagram.

Embora seja um profissional do desenho, o tatuador Jimme França, 34, afirma que ainda tem dificuldades para aprender maquiagem.

"Estou aprendendo a maquiar ela ainda. Acho dificílimo! Vejo tutoriais para aprender e porque ela gosta. Ela nunca saiu sem maquiagem para ir ao trabalho, é muito vaidosa e entende tudo sobre bases", disse ele ao UOL. "Sempre tentei cuidar bem dela, deixar ela limpinha, cheirosinha, só que as pessoas começaram a se surpreender com isso [nas redes sociais]."

Antes da cirurgia, o marido conta que Danielly era apaixonada por maquiagem. "Eu me sentia muito mal ao ver ela não se maquiando, se recuperando e abatida. Antes, o hospital em que ela estava internada não deixava a aplicação da maquiagem, então levava uns batons escondidos. Com o tempo, passaram a autorizar", contou ele.

Jimme França e a mulher, Danielly Narew. Tatuador cuida dela, que ficou tetraplégica após uma cirurgia - Arquivo pessoal
Jimme França e a mulher, Danielly Narew. Tatuador cuida dela, que ficou tetraplégica após uma cirurgia
Imagem: Arquivo pessoal

"As pessoas estranham um pouco um cara que é tatuador sendo carinhoso com a sua família", comentou ele. O casal está junto há oito anos e tem duas filhas, de 5 e de 3 anos. Jimme se dedica integralmente aos cuidados de Danielly e das filhas.

A mulher teve alta do hospital há cerca de um mês e, desde então, está sob cuidados no home care que a família montou. "Essas questões médicas e técnicas são as mais difíceis de se fazer, ela fica muito cansada. Então o momento da maquiagem é para diverti-la e descontraí-la um pouco", relatou o tatuador.

"Desde a cirurgia para retirar o tumor, que estava localizado perto da medula, ela tem problemas respiratórios graves, ficou tetraplégica, não fala, não anda e se alimenta por sonda. Mas não há motivos para reclamar, a gente celebra mesmo porque é um milagre. Há quatro meses ela estava na UTI entre a vida e a morte", prosseguiu.

Ele contou que Danielly fica muito comovida com o apoio recebido via redes sociais. "Como ela não se mexe, eu coloco a tela na frente para ela ver as histórias. Ela fica emocionada e se comunica pelos lábios", explicou o marido.

A jovem descobriu um tumor de 8 cm na região do pescoço em agosto do ano passado. Segundo o tatuador, ela foi perdendo os movimentos do corpo gradativamente. Danielly chegou conversando à cirurgia, em novembro do ano passado, e saiu da sala de operação para a UTI com dificuldades respiratórias, sem falar e sem se movimentar.

Desde então, a família vem organizando o home care - a situação de Danielly requer atendimento 24h, algo que Jimme vem fazendo. Eles organizaram uma vaquinha virtual para ajudar com os custos do tratamento.

"Os médicos veem melhora dela e ficam felizes. É muito difícil, porque ela tem que lutar muito por qualquer coisa. Mas ela sempre vai surpreendendo também. É uma mulher muito forte", afirmou o marido.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Autoestima